bbw brunette reveals her tits. tamil xxx
sex videos

Após 2.300 km, homem cruza a Suécia remando de stand up paddle

Aventureiro sueco Erik Sander levou 40 dias para atravessar seu país remando de stand up paddle solo e sem apoio
Erik Sander remando pela suécia de stand up paddle
Erik Sander deu início a sua jornada no dia 26 de junho. Foto: Arquivo pessoal

Após uma épica jornada de 40 dias e 2.300 km, o remador sueco Erik Sander tornou-se a primeira pessoa a atravessar a Suécia, de norte a sul, a bordo de um stand up paddle.

Começando pelo norte do país, acima do Círculo Polar Ártico, no dia 26 de junho, Sander remou em média 40 km por dia, rumo ao ponto mais ao sul da Suécia, Smygehuk, por entre rios e fiordes.

O aventureiro não contava com equipe de apoio e levou tudo o que precisava dentro de sacolas estanques presas à sua prancha de 14 pés que guardavam toda sua alimentação, composta basicamente por comida desidratada, aveia e muitas sementes, além de sua barraca, kit de primeiros socorros, celular, radio e algumas peças de roupa.

Leia também: Jordan Wylie ultrapassa a marca de 560 km de remada

Sander tinha uma rotina diária de dez horas de remada, que poderiam se alongar para 14, se as condições estivessem favoráveis.

remando pela suécia de stand up paddle
O trajeto percorrido por Erik Sander.

Ele conta que entre os maiores desafios que encarou estavam: ficar molhado “o tempo todo”, a falta de companhia, e ventos frontais, que em determinados dias sopravam fortes o suficiente para mover sua prancha para trás assim que ele parava de remar:

Quando você está em terra firme e quer fazer uma pausa, você pode simplesmente parar, sentar e, em seguida, seguir viagem. Mas com o SUP isso era impossível quando o vento era frontal, pois eu era imediatamente projetado para trás quando parava de remar. Foram momentos difíceis, mas é importante você seguir em frente sem se preocupar muito com a distância percorrida e não parar. Manter uma rotina de remada todos os dias foi fundamental para conseguir completar o desafio”, revelou Erik Sander em entrevista concedida a um site de notícias sueco.

remando de stand up paddle pela suécia
Erik Sander amarradão com sua conquista. Foto: Arquivo pessoal

Sobre o que mais gostou ao longo dos 40 dias de remada, o remador, que dormia em barracas, cita a sensação de liberdade e o contato com a natureza:

Quando você acorda de manhã em algum lugar ao longo de um rio e está cercado por renas, a névoa dançando na água, você se sente como a única pessoa no mundo – é isso que faz tudo Vale a pena!”, conclui.

Spread the love
Raiz ebook

About the author

Da Redação

Da Redação

Aloha Spirit Club é a maior fonte de informação sobre water sports da América Latina. Nossa equipe traz até você conteúdos de qualidade e antenados com as novidades e tendências desse universo.

  • Mar e mana quadrado
    Paddles quadrado

error: Entre em contato para ter essa noticia em seu site. Obrigado.