Daniel Bueno de Camargo fala sobre a nova diretoria da CBVA’A

Novo presidente da CBVA’A, Daniel Bueno de Camargo fala sobre os desafios de conduzir os rumos institucionais da canoagem polinésia brasileira nos próximos anos
daniel bueno de camargo
Daniel (2º da esq. para dir.) competido com sua equipe do SJPC durante o Aloha Spirit Ilhabela. Foto: Ale Socci

No último sábado (14) foi escolhida a chapa vencedora que irá compor a nova diretoria da Confederação Brasileira de Va’a – CBVA’A a partir de 2020.

Composta por um grupo eclético e bastante atuante nos bastidores do esporte no Brasil, a nova diretoria terá Daniel Bueno de Camargo assumindo o cargo de presidente da entidade.

Advogado, remador e também empresário do segmento, sendo um dos sócios da Genesis V3, Daniel fala, na entrevista a seguir, sobre os desafios de conduzir os rumos institucionais da canoagem polinésia brasileira nos próximos anos.

Gostaria de abrir essa entrevista pedindo que você se apresente para os remadores do Brasil contando um pouco de sua história junto à canoagem polinésia

Remo em São José dos Campos (SP) faz seis anos apenas com o Murilo Pinheiro e o Rafael Leão, onde montamos o São José Paddle Club. Sou advogado e casado com uma artista plástica e joalheira Verônica Barreto. Competi pelo SJPC em campeonato paulista, brasileiro, sul americano e até no Mundial de Sprint do Taiti em 2018.

Que tal encarar o desafio de dirigir os rumos do va’a brasileiro nos próximos anos?

É um desafio grande e espero junto da diretoria eleita fazer frente a todas as tarefas que aparecerão no horizonte, sem deixar de enfrentar qualquer ponto, por mais controvertido que seja, e sempre agir tendo como foco fortalecimento do esporte respeitando as regras, políticas e regulamentos, garantindo um futuro de grandeza, sem esquecer o apoio e o acompanhamento, no que couber, de projetos sociais envolvendo a canoa.

nova diretoria cbvaa
Daniel (ao centro) entre parte da nova diretoria da CBVAA e ao lado do atual presidente Fagner Magalhães. Foto: Reprodução

A nova chapa que irá assumir a direção da CBVA’A, tem uma combinação muito interessante entre atletas, técnicos e empresários. Como você, na qualidade de empresário do ramo e novo presidente da entidade, pretende conciliar essa combinação de expertises em prol do esporte?

Antes de mais nada, sou advogado e remador. A história de fazer e vender canoas está começando, mas é resultado da paixão pela canoa e da vontade de remar mais.

Para montar a chapa, a ideia foi reunir pessoas com perfis bem diferentes mesmo, capazes de dialogar e com disposição para contribuir para o crescimento e organização do esporte.

Tais Amorin, Marcelo Esquilo, Márcio Catharino, Diana Nishimura, Marco Provetti e Rafael Leão estarão mais próximos e contribuirão diretamente com os assuntos diários da CBVA’A. Todos que estão na chapa são remadores com perfil ativo em suas regiões, isto era fundamental para que houvesse um envolvimento maior, até por que ainda somos um esporte jovem no Brasil que em 2020 completa 20 anos e ainda temos uma estrutura modesta.

Junto dessa equipe haverá um grande grupo de diretorias temáticas, nas quais haverá debates constantes sobre para va’a, regulamentos, calendários, provas nacionais e internacionais, apoio aos clubes e atletas, eventos de cultura va’a, integração com órgãos públicos, jurídico, administrativo e assim por diante.

daniel camargo cbvaa
Rafael Leão e Murilo Pinheiro, parceiros de São José Paddle Club, estão com Daniel na nova diretoria. Foto: Reprodução

O Fagner Magalhães, que deixará a presidência da CBVA’A no final do ano, já declarou que estará à disposição para ajudar a nova diretoria durante a gestão. Como se dará essa relação?

O Fagner vai fazer parte desse grupo de diretorias temáticas e participará colocando toda sua experiência para nos auxiliar nos assuntos da CBVA’A. Conto com um apoio forte da parte dele e sei que não podemos desprezar o aprendizado que ele teve nesse tempo à frente do Va’a.

Após a bem-sucedida estreia da categoria V3 no Aloha Spirit Festival teremos essa categoria também no Brasileiro de Va’a?

daniel-bueno-de-camargo
Daniel em mais um dia de remadas em São José dos Campos (SP). Foto: Arquivo pessoal

A V3 é uma categoria fantástica e tem muito futuro. Sempre com cuidado para não extrapolar limites éticos tenha certeza que estamos todos de olho para verificar as necessidades e as vontades dos remadores.

Daniel, em nome de toda equipe Aloha Spirit Club desejo boa sorte a você e à toda nova diretoria da CBVA’A!

Aloha

Nova diretoria da CBVA’A:

Diretor Presidente: Daniel Gonçales Bueno de Camargo

Diretor Vice-Presidente: Taís Amorim de Andrade

Diretor Financeiro: Márcio Gomes Catharino

Secretário: Marcelo Nunes de Almeida

Conselho Fiscal:

  • Diana Nishimura Carneiro;
  • Marco Antônio André Provetti;
  • Rafael Alexandre Valentim de Andrade
Spread the love

About the author

Luciano Meneghello

Luciano Meneghello

Luciano Meneghello é Editor-chefe do Aloha Spirit Club. Pioneiro na produção de conteúdo direcionado a esportes de água como SUP, va'a e paddleboard, foi fundador da Revista Fluir Standup e do site SupClub e tem artigos publicados em diversos veículos do segmento, como revista Go Outside, Alma Surf, site Waves, entre outros.


error: Entre em contato para ter essa noticia em seu site. Obrigado.