Mundial da ISA | Brasileiros a um passo da medalha

Com atuações impressionantes, Leco, Matheus e Aline seguem fortes no Mundial de SUP da ISA e agora estão cada vez mais perto da medalha
Matheus Salazar surfando no Mundial da ISA
Matheus Salazar não deu chances para seus adversários. Foto: Ben Reed / ISA

Nenhuma palavra define melhor o dia de hoje no Mundial de SUP e Paddleboard da ISA do que “intensidade”.

O sábado foi marcado por uma verdadeira maratona de baterias com um nível de surfe cada vez mais alto, acompanhado de uma melhora do mar, sobretudo na parte da manhã, quando rolaram altas ondas. No entanto, quem passou o dia acompanhado o evento, definitivamente não perdeu a viagem!

Tivemos, ao todo, nove rodadas de baterias, quase todas da fase de repescagem, que exigiu bastante preparo por parte dos competidores.

O funil foi fechando e à medida que os SUP surfistas são eliminados pela primeira vez sua bateria acabam caindo para a repescagem, onde têm novamente uma chance de surfar no evento principal se conseguirem avançar até a última rodada.

Leco Salazar na “bateria do dia”

Leco Salazar surfando no Mundial da ISA
Leco Salazar teve a calma necessária para encontrar as ondas certas na “bateria do dia”. Foto: Ben Reed / ISA

Leco Salazar foi o único brasileiro a competir no evento principal. Ele entrou uma única vez no mar hoje, para disputar o Round 4 contra Airton Cozzolino (ITA) e Max Torres (PUR). Aquele que ficasse em terceiro, cairia para a maratona de baterias da repescagem.

E a bateria foi altíssimo nível, com Leco assumindo a liderança no início da disputa com uma nota 6.0, que na série seguinte foi respondida com um 7 de Airton Cozzonlino.

O italiano, em seguida, destruiu uma boa direita da série com direito a um aéreo rotation na segunda sessão da onda, seguindo por mais uma série de rabetadas que lhe renderam a maior nota do campeonato até o momento: 9.33.

Airton Cozzolino surfando no mundial da isa
Airton Cozzolino fez a maior nota da competição até agora: 9.33. Foto: Sean Evans / ISA

Enquanto isso, o jovem porto-riquenho Max Torres emendou um 8.33 com um 5.90 assumindo a segunda colocação da bateria.

Leco, mais uma vez mostrando sangue frio e veia de competidor, soube escolher as ondas certas para construir o score de que necessitava e virar o jogo já nos minutos finais da bateria.

O brasileiro avançou junto com Cozzolino e agora os dois disputarão a semifinal neste domingo (01) contra Ben Carpentier (FRA) e Riki Horikoshi (JAP). Os dois primeiros colocados vão para a final já com uma medalha garantida, enquanto o terceiro e quarto colocados terão mais uma chance disputando a final da repescagem.

Aline e Matheus dominam a fase de repescagem

Aline Adisaka no Mundial da da ISA
Aline Adisaka surfou com muita garra durante a maratona da repescagem. Foto: Ben Reed / ISA

Na verdadeira maratona que foi a fase de repescagem do dia de hoje, Aline Adisaka e Matheus Salazar deram um verdadeiro show.

Ambos venceram todas as baterias que disputaram fazendo as maiores somatórias desta fase.

Somando 14.03, Aline só foi superada na somatória geral do dia pela francesa Justine Dupont, que somou 14.67 no evento principal.

Já Matheus conseguiu somatórias altas em todas as suas baterias, com destaque para última, onde somou 15.24. Esta foi a terceira maior somatória do dia, abaixo apenas de seu irmão, Leco, que somou 15.83 na bateria épica contra Airton Cozzolino, que fez 16.33 no mesmo heat.

Zane Schweitzer surando no mundial da ISA
Após um começo tímido, Zane Schweitzer está subindo de produção a cada bateria e merece atenção. Foto: Ben Reed / ISA

Agora tanto Aline, quanto Matheus, terão pela frente mais duas baterias no caminho da final, na qual, ao chegarem, já terão garantidas, no mínimo, uma medalha de cobre.

Importante ficar de olho em Airton Cozzolino, Ben Carpentier (FRA), Max Torres e no havaiano Zane Schweitzer, que recém operado do joelho, teve um início tímido na disputa, mas está subindo de produção a cada bateria. Entre as mulheres, atenção em Vania Torres, Iballa Moreno, Justine Dupont e Shakira Westdorp.

Contudo, o fato é que equipe brasileira está forte, unida e à vontade nas ondas de Sunzal. Obviamente ainda restam algumas batalhas difíceis pela frente, mas os três deixaram claro que têm plenas condições de chegar à final e brigar pelo ouro.

Domingo será o último e decisivo dia do Mundial da ISA. A competição terá sua primeira chamada às 10h30 com início previsto para às 11h00 (horário de Brasília) e pode ser acompanhada ao vivo AQUI.

Vídeo do dia

Spread the love

error: Entre em contato para ter essa noticia em seu site. Obrigado.