Mundial da ISA | Jessika Moah é prata nos Sprints!

Brasileira conquista a medalha de prata nas disputas de Sprint do Mundial de SUP e Paddleboard da ISA. Tuca Santacreu para na semifinal em termina em quinto lugar
Jessika “Moah” Matos fica com a medalha de prata no Mundial da ISA. Foto: Been Reed/ ISA

Com a presença de 161 remadores, representando 27 nações, teve início no último domingo (24) o Mundial de SUP e Paddleboard da ISA, que este ano está sendo realizado em El Salvador.

Após a cerimônia de abertura realizada na parte da manhã em Sunzal, as disputas de Sprint abriram oficialmente a rodada de competições, já premiando os primeiros medalhistas do Mundial.

Chamou a atenção, no entanto, o formato diferenciado apresentado pela ISA para a prova de Sprint que mais pareceu uma solução improvisada pela evidente falta de uma raia apropriada para uma competição com essas características.

Claudio Nika. Foto: Ben Reed / ISA

Ao invés de uma lagoa com água lisa e raias lineares delimitadas, a prova foi realizada na beira da praia, com a presença de ondulações (que inclusive ajudaram alguns competidores) e uma boia de retorno, totalizando 200 metros de percurso. Ou seja, um formato muito diferente do que se convencionou em realizações de competições dessa natureza.

Medalhista de ouro nessa mesma prova em 2018, o brasileiro Arthur Santacreu pautou seus treinos este ano em um formato de prova de Sprint como foi ano passado. Infelizmente, a mudança de formato foi anunciada com menos de trinta dias de antecedência.

Santacreu, porém, conseguiu se destacar nas chaves classificatórias, mas na semifinal, onde só avançavam os dois primeiros para a finalíssima, o brasileiro, que estava em segundo lugar, perdeu o equilíbrio por conta de uma ondulação, e acabou sendo ultrapassado pelo peruano Itzel Delgado.

Em terceiro na semifinal, Tuca ficou com a quinta colocação no resultado geral da prova.

Tuca Santacreu (de bermuda verde) parou na semifinal. Foto: Ben Reed / ISA

A final do masculino foi disputada entre dois medalhistas pan-americanos, Connor Baxter ( EUA) e Itzel Delgado do (Peru), enfrentando Nika da Itália e Titouan Puyo da França.

Nika conseguiu abrir boa vantagem na reta final sobre os demais competidores para conquistar o ouro, sendo recebido pela equipe da Itália com muita festa na linha de chegada.

Connor Baxter levou a prata, encerrando um sólido desempenho geral do sprint para a equipe EUA, Puyo, o bronze e Delgado, o cobre.

Jessica Moah conquista a medalha de prata para o Brasil

Apesar da tristeza pela perda da medalha de Tuca, lavamos a alma no feminino com Jessica Moah.

Na final do feminino, ela enfrentou fenômeno de 17 anos dos EUA, Jade Howson, Amandine Chazot, da França, e Caterina Stenta da Itália.

Moah e Howson disputaram a prova ombro a ombro, e após o contorno da boia, a brasileira conseguiu uma pequena vantagem, na a norte-americana novamente emparelhou.

Jade Howson recebe os cumprimentos de Candice Appleby da equipe dos EUA. Foto: Ben Reed / ISA

Quando chegaram à areia, Moah pulou cedo demais, cainda na água, enquanto a norte-americana, saltando um pouco mais à frente, em terra firme, correu para o ouro.

Moah ficou com a prata, Stenta levou o bronze e Chazot o cobre.

Nesta segunda feira (25) serão realizadas as competições de longa distância com a participação dos brasileiros Sinara Pazos no Paddleboard e Aline Abad, Luiz Guida “Animal” e Vinni Martins no SUP Race.

Vídeo da prova de Sprint Race

Spread the love

About the author

Da Redação

Da Redação

Aloha Spirit Club é a maior fonte de informação sobre water sports da América Latina. Nossa equipe traz até você conteúdos de qualidade e antenados com as novidades e tendências desse universo.


error: Entre em contato para ter essa noticia em seu site. Obrigado.