Barbados Pro | Balanço do dia 03 e título para Kauan Terra na Júnior

Kauan Terra conquista o título da categoria SUP Junior do Barbados Pro em dia marcado por disputas épicas nas ondas de Soup Bowl
Kauan terra barbados pro
Kauan terra carregado pelos brasileiros após conquistar o título da categoria Júnior. Foto: Beto Noval

Soup Bowl foi palco nesta sexta-feira (15) de mais um dia de batalhas épicas e show de surfe com remos.

O Barbados Pro, terceira etapa do Mundial de SUP Wave da APP, colocou na água as baterias do Round 03 Masculino e definiu o título da categoria Júnior, com uma bela vitória do brasileiro Kauan Terra.

Galeria de imagens: AQUI

E os Juniores foram os primeiros a entrar na água com a realização de duas baterias eliminatórias que classificariam quatro finalistas.

As ondas continuaram quebrando em torno de 4 pés, porém, não tão alinhadas como no dia anterior. Mas as performances continuaram de alto nível.

Kauan Terra e o porto-riquenho Max Torres entraram na água para definir a primeira e segunda colocação. E os dois jovens talentos, que apontam um futuro promissor para a modalidade, deram um show na água e surfaram pra valer.

Zane Saenz
Zane Saenz. Foto: Beto Noval

Ao final, Kauan ficou com a primeira colocação somando 11.53 pontos e Max em segundo somando 11.10 pontos.

A outra vaga para a final foi definida pelo espanhol Juan Barrios, passando em primeiro, e o havaiano de sangue brasileiro Zane Saenz, em segundo.

Defina a final da categoria Junior, foi a vez do Round 03 Masculino entrar em ação.

Disputas épicas no Round 03

oynter
Com um 9.73, Sean Poynter mostrou que vai ser uma pedra no sapato dos brasileiros. Foto: APP

Com o funil apertando, a tensão entre os competidores começou a aumentar, bem como o nível de surfe.

A terceira rodada do Barbados Pro, disputada no formato Homem x Homem, foi um verdadeiro show de SUP Wave, com os brasileiros dando aula. Os gringos também deram seu recado, em especial o norte-americano Sean Poynter, que no confronto contra Leo Gimenes arrancou a nota mais alta do dia, um 9.73. Bernd Roediger (HAV) e Poenaiki Raioha (PL) também jogaram duro.

Raioha, que lidera o ranking mundial, foi o primeiro a entrar na água enfrentando o francês Julien Bouyer. O taitiano teve uma vitória tranquila (13.10 contra 6.10) e segue forte na briga pelo título da temporada de 2019.

Leco Salazar segue forte na disputa
Leco Salazar segue forte na disputa. Foto: Beto Noval

Leco Salazar e Kauan Terra foram os primeiros brasileiros a entrar na água, na bateria de número 03.

Uma briga muito disputada entre um ídolo do SUP, dono de um título mundial, e um legítimo representante da nova geração do esporte.

Leco assumiu a liderança logo no começo da bateria e resistiu bem aos ataques de Kauan. Foi uma bela bateria que terminou com o placar apertado de 11.17 contra 12.80 em favor de Leco.

Em seguida, Bernd Roediger e Marcio Grillo protagonizaram mais um duelo épico, e a segunda maior somatória total do dia: 27.10 pontos.

Marcio Grillo
Marcio Grillo travou uma dura batalha contra Roediger. Foto: Beto Noval

Grillo mostrou que seu repertório de manobras vai muito além dos tubos insanos que costuma completar. O brasileiro alternou a liderança a todo momento contra o havaiano, abusando das batidas verticais.

Mas Roediger mostrou que não estava lá de brincadeira e conseguiu a vitória pelo expressivo placar de 15.67 contra 11.43 de Grillo.

Matheus Salazar enfrentou Max Rodrigues na bateria seguinte, de número 5. O irmão mais novo de Leco, que está surfando muito durante todo o evento, repetiu a dose dando pouca chance para Max, que, por sua vez, foi bravo e vendeu caro a derrota pelo placar de 10.23 contra 13.50 em favor do brasileiro.

A bateria entre Leo Gimenes e Sean Poynter, que entrou na água na sequência, foi também a de somatória mais alta da rodada. Ambos somaram 28.89 pontos, sendo 17.56 de Poynter e 8.33 de Leo.

Leo Gimenes em ação na bateria mais "high score" do dia
Leo Gimenes em ação na bateria mais “high score” do dia. Foto: Beto Noval

Outro grande talento da nova geração do SUP Wave brazuca, Leo Gimenes começou bem a bateria, mas Sean Poynter estava realmente inspirado, fazendo boas notas a todo momento e sem dar muito espaço para Leo.

Quando falavam pouco menos do que cinco minutos para o término da bateria, Poynter destruiu uma boa onda da série, com uma variação de manobras de borda e potentes rasgadas que lhe renderam um 9.75 dos juízes.

Sem conseguir surfar uma onda salvadora, Leo deu adeus à competição, mas se despiu mostrando que está em franca evolução e definitivamente conquistou seu lugar entre os melhores do mundo na modalidade.

Lucas Medeiros
Lucas Medeiros. Foto: Beto Noval

Em um duelo sul-americano, o capixaba Lucas Medeiros enfrentou o peruano Tamil Martino na penúltima bateria da rodada.

Os dois realizaram mais uma bateria emocionante, alternando a liderança a todo momento, mas Lucas, que havia feito a maior nota do dia anterior, acabou perdendo a disputa para Tamil pelo placar de 8.10 contra 10.17 a favor do peruano.

E, encerrando o Round 03, a aguardada bateria entre os brasileiros Wellington Reis e Luiz Diniz, que não decepcionaram e mandaram muito bem na água.

Luiz Diniz
Luiz Diniz vendeu caro a derrota para Wellington Reis. Foto: Beto Noval

Não foi a bateria de scores mais altos do dia (ambos somaram 26.23 pontos), mas foi bonito ver o surfe com remos brasileiro tão bem representando. Um duelo entre a elegância vertical de Reis contra a progressividade de Diniz.

Todos os ingredientes de uma boa disputa estavam ali. Notas altas, viradas a todo momento e muita paixão, marca registrada de nós, latinos!

Wellington surfou a melhor onda da bateria logo no início, recebendo um 7.83 dos juízes após executar uma bela sequência de rasgadas e batidas em uma onda da série com uma excelente finalização no inside, com destaque para a bela troca de remos feita ao longo de toda onda. Remo, no SUP Wave, não é adereço, é ferramenta! E Reis é um mestre em seu manuseio.

Wellington Reis
Wellington Reis comemorou muito a vitória sobre Luiz Diniz. Foto: Beto Noval

Diniz, por sua vez, se manteve no jogo até o fim, ameaçando a liderança de Wellinton a todo momento e nos segundos finais tentou um aéreo rodado que, se completado, poderia ter mudado o curso da disputa.

Ao final, vitória de Wellington Reis pelo placar de 14.40 contra 11.83.

Título para Kauan Terra na Júnior

Kauan Terra
Kauan Terra. Foto: Beto Noval

Concluído o Round 03 Masculino, a APP colocou na água a final Júnior para encerrar o dia. E o desfecho não poderia ter sido melhor para a torcida brasileira com a vitória de Kauan Terra.

Na água, Kauan enfrentou Max Torres, Zane Saenz e Juan Barrios, e a molecada mostrou serviço!

Principalmente Kauan, Torres e Zane, que disputaram a liderança onda a onda. Mas o brasileiro, porém, sobe esperar a hora certa para escolher uma boa direita que lhe rendeu um 7.17.

Ao final, vitória para Kauan Terra, com Max Torres em segundo, Zane Saenz, em terceiro e Juan Barrios completando o pódio na quara colocação.

kauan terra Barbados Pro
kauan Terra recebe os “cumprimentos” da galera pela conquista na Júnior. Foto: Beto Noval

Local de Ubatuba (SP), Kauan Terra despontou para o cenário do SUP Wave em 2016, quando, aos 14 anos de idade, chegou à final de uma etapa do Brasileiro Profissional, o Praia Mole Grand Slam, em Florianópolis (SC).

Nos anos seguintes, porém, o atleta priorizou as competições de pranchinha onde também se destaca com bons resultados.

De volta ao cenário do SUP Wave, Kauan mostra que continua afiado no surfe com remos e certamente será um reforço de peso para o Brasil se conseguir apoio suficiente para competir nas demais etapas do APP World Tour.

Acompanhe ao vivo o Barbados Pro

Barbados Pro 2019
Barbados Pro 2019. Foto: APP World Tour

Se Netuno colaborar, a APP pretende coroar os demais campeões do Barbados Pro neste sábado (16).

A competição terá a primeira chamada às 8h (horário de Brasília) para possível início às 8h30 com a realização das quartas de final do profissional Masculino e Feminino.

Única representante do Brasil entre as mulheres, Gabi Sztamfater enfrenta a australiana Shakira Westdorp na bateria de número 04.

Entre os homens, Leco Salazar enfrenta Bernd Roediger na bateria 2; Matheus Salzar enfrenta Sean Poynter na bateria 3 e Wellington Reis enfrenta Tamil Martino na bateria 4.

O Barbados Pro tem transmissão ao vivo no Aloha Spirit Club.

Vídeo do dia 03

Cobertura Aloha Spirit Club

Brasileiros afiam os remos nas ondas de Barbados
Treinos em Soup Bowl
Galeria de imagens do dia 01
Balanço do dia 01
Galeria de imagens do dia 02
Balanço do Dia 02
Spread the love

About the author

Da Redação

Da Redação

Aloha Spirit Club é a maior fonte de informação sobre water sports da América Latina. Nossa equipe traz até você conteúdos de qualidade e antenados com as novidades e tendências desse universo.


error: Entre em contato para ter essa noticia em seu site. Obrigado.