Manchas de óleo chegam a Salvador (BA)

Capital baiana é o 69º município que registra o surgimento das manchas de óleo, que já poluiu mais de 150 praias do Nordeste. Marinha irá investigar navios 30 navios-tanque
machas de óleo na praia da bahia
Diversos corais estão seriamente ameaçados pelas manchas de óleo, que agora chegaram à capital baiana. Foto: Lapo Coutinho

As misteriosas manchas de óleo seguem fazendo estragos nas praias do Nordeste. Na manhã desta sexta-feira (11) elas chegaram a Salvador, que agora é o sétimo município baiano atingido pelo material.

Com a chegada das manchas a Salvador, sobe para seis o número de capitais costeiras nordestinas a registrar a presença do óleo de origem ainda desconhecida. No caso do Piauí, a capital Teresina não é litorânea, mas os quatro municípios banhados pelo mar no estado tiveram material encontrado.

Segundo balanço divulgado ontem à noite pelo Ibama, chegou a 150 o número de praias com registro de óleo em 68 municípios do Nordeste, abrangendo os estados do Rio Grande do Norte, Piauí, Ceará, Maranhão, Alagoas, Sergipe e Bahia. Salvador, porém, ainda não estava nessa lista.

Já a Petrobras divulgou relatório onde aponta três hipóteses para o surgimento das manchas de óleo: navio afundado; acidente em passagem de óleo; e despejo criminoso.

Internautas do Aloha Spirit Club informaram à nossa redação que o óleo é bastante denso e pegajoso, e está ameaçando corais e diversos animais marinhos.

Na última quinta-feira a Marinha informou que está notificando 30 navios-tanque de 10 diferentes países a prestarem esclarecimentos sobre a suspeita de vazamento de óleo que contaminou a costa do Nordeste. A decisão veio após uma triagem com base em informações do tráfego mercante na região.

O que fazer ao avistar as manchas de óleo na praia?

  • Evite nadar ou praticar esportes aquáticos nas regiões afetadas;
  • Não toque diretamente no óleo. Só manuseie a substância se estiver usando luvas e sapato fechado;
  • Não colocar em sacos plásticos fechados, só se for pouca quantidade, pois o óleo libera um gás que não deve ser confinado;
  • Se encontrar algum animal ferido ou em contato com óleo, ligue para Polícia Ambiental (190) ou Guarda Civil Municipal (3202-5312);
  • Em caso de reação alérgica ao toque ou ingestão do óleo, procure uma unidade básica de saúde.
Spread the love

About the author

Da Redação

Da Redação

Aloha Spirit Club é a maior fonte de informação sobre water sports da América Latina. Nossa equipe traz até você conteúdos de qualidade e antenados com as novidades e tendências desse universo.


error: Entre em contato para ter essa noticia em seu site. Obrigado.