Catalina Classic 2019 | Max First vence em casa pela 4ª vez

Local de Manhattan Beach, Max First foi o grande campeão da 41ª edição da Catalina Classic, tradicional competição de paddleboard dedicada à memória de Mike Doyle
Max First comemora sua quarta vitória na Catalina Classic. Foto: Willian R. Hill

O norte-americano Max First fez jus ao seu favoritismo e foi o grande campeão da 41ª edição da Catalina Classic, tradicional prova de paddleboard de 32 milhas realizada no último domingo, 25 de agosto, na Califórnia (EUA).

Com um tempo de 5 horas e 3 minutos e 28 segundos, o First ficou a um minuto do tempo mais rápido, estabelecido há 20 anos por Tim Gair. No entanto, mesmo não quebrando o recorde de tempo, Max, que é local de Manhattan Beach, local da chegada da disputa, tornou-se o maior colecionador de títulos da Catalina Classic com quatro títulos. Nenhum outro remador venceu a competição tantas vezes, segundo os dados oficiais da prova.

Liz Hunter foi a primeira colocada entre as mulheres. Foto: Willian R. Hill

A Catalina Classic é uma prova de travessia totalmente dedicada ao paddleboard que exige bastante dos competidores. A jornada começa às 6h da manhã de Two Harbors, na ilha de Catalina, de onde os competidores remarão em mar aberto por 32 milhas (cerca de 51 km) até alcançarem o pier de Manhattan Beach.

Ao longo da travessia, os remadores precisam lidar com diversas situações, como ventos, correntes e até ocasionais avistamentos de tubarões podem acontecer. As condições deste domingo, porém, estavam praticamente perfeitas.

Lachie Lansdown e Max First na briga pela liderança (imagem @monsterandsea)

.

Lachie Lansdown, da Austrália, ficou com a segunda colocação. Ele e Max First disputaram a primeira colocação por boa parte da prova. No entanto, o dia era mesmo do norte-americano, e Lansdown, que venceu a Catalina Classic em 2018, ficou com a segunda colocação este ano, com o tempo de 5 horas e 8 minutos.

Entre as mulheres, Liz Hunter foi a grande campeã, com um tempo de 6 horas e 18 minutos. Os 94 competidores da corrida continuaram terminando a tarde toda.

Catalina Classic 2019 presta homenagem a Mike Doyle

mike doyle catalina classic
Mike Doyle representava a conexão do paddleboard com o início do surfe nos EUA. Foto: Doyle Surfboards

A Catalina Classic 2019 foi dedicada a Mike Doyle, um lendário shaper de pranchas de surfe e remador de paddleboard, que faleceu este ano. Doyle representava uma conexão com o início do surfe nos EUA, da mesma forma que o evento é um resgate às antigas provas de remada que os surfistas realizavam quando o esporte surgiu na Califórnia. Naquela época, ser um bom remador era uma das qualidades mais apreciadas entre os surfistas e os desafios de remada eram comuns, principalmente nos meses do verão, época de poucas ondas.

Essa tradição, porém, aos poucos foi se perdendo, mas a Catalina Classic, em sua 41ª edição, se mantém firme, como um dos poucos eventos em atividade que ainda liga o surfe e a remada, fazendo, portanto, uma conexão viva da história com os dias atuais.

Spread the love

About the author

Da Redação

Da Redação

Aloha Spirit Club é a maior fonte de informação sobre water sports da América Latina. Nossa equipe traz até você conteúdos de qualidade e antenados com as novidades e tendências desse universo.


error: Entre em contato para ter essa noticia em seu site. Obrigado.