CBVA’A comemora os bons resultados na Austrália e já se prepara para Hilo 2020

A histórica campanha da delegação brasileira no Mundial Va’a Longa Distância, disputado na última semana, na Austrália, dá novo gás para a preparação de nossos atletas ao Mundial de 2020, em Hilo, Havaí
guilherme borrajo mundial de canoagem cbvaa
Guilherme Borrajo recebe o primeiro ouro do Brasil na história dos Mundiais de canoagem polinésia. Foto: Reprodução

O Brasil tem motivos de sobra para comemorar a participação de sua delegação no Mundial Va’a Longa Distância. Realizado na Baía de Mooloolaba, em Queensland, Austrália, o campeonato reuniu a nata da canoagem polinésia, e dois brasileiros garantiram lugar no pódio, resultado histórico para o país na competição. O Brasil conquistou a sexta colocação no quadro geral de medalhas, feito notável na recente história da modalidade no país.

No total, foram cinco dias de competições entre duas categorias, canoas V1 (individual) e V6 (composta por seis atletas). A delegação brasileira foi formada por 52 atletas em Queensland, acompanhados de perto pela Confederação Brasileira de Va’a, a CBVA’A.

paulo dos reis mundial de canoagem cbvaa
Paulo dos Reis rema forte rumo ao bronze histórico. Foto: MGL Photography

A primeira conquista no Mundial de Va’a Longa Distância 2019 para o Brasil veio através das remadas potentes de Paulo dos Reis, bronze na categoria V1 Master 40. Durante os 16 km de prova, o baiano radicado em Ilhabela disputou centímetro por centímetro a terceira colocação com o neozelandês Bryce Irving, e levou a melhor no fim, cruzando a linha de chegada apenas quatro segundos do adversário.

Paulo dividiu o pódio com o havaiano Manny Kulukulualani, que ficou com a medalha de ouro, e o taitiano Daniel Leprado, segundo lugar. No dia anterior, Paulo competiu pela categoria V1 Open, também de 16 km, e terminou na sexta colocação.

equipe mana brasil de canoa polinésia
Equipe Feminina Master formada por remadoras da Mana Brasil fez uma bela prova nesta terça-feira. Foto: CBVAA

Mas foi no dia seguinte que o Brasil alcançou a glória máxima, e Guilherme Borrajo foi o responsável por escrever o nome do país na história do Mundial de Va’a Longa Distância. O carioca brilhou na prova da categoria V1 Parava’a, deixou para trás o taitiano Christian Ti-Paon e o neozelandês George Taamaru, respectivamente, e conquistou a memorável medalha de ouro, a primeira brasileira na competição e a segunda do remador, dono de um bronze no Mundial de Va’a Velocidade em 2018, no Taiti.

CBVA’A e o foco no Mundial de 2020

equipe hee nalu mundial de canoagem cbvaa
O quarto lugar na V6 Open, formada por remadores da He’e Nalu, mostra a evolução do va’a nacional. Foto: MGL Photography

O histórico resultado conquistado pelo Brasil em Queensland encheu de ânimo os remadores da delegação para o Mundial de Va’a Velocidade, que será disputado no próximo ano em Hilo, no Havaí. Além das medalhas de Paulo e Guilherme, o país conquistou bons resultados em outras provas. Na categoria V6 Open, o time verde e amarelo se manteve entre os líderes por grande parte da disputa, lutou até o fim e o resultado foi a honrada quarta colocação ao término dos 24 km do percurso.

A força das remadoras brasileiras apareceu na prova da categoria V6 Master 40. Com grande performance, a equipe repetiu o feito dos homens na categoria Open e terminou na quarta posição. As remadoras da categoria V6 Master 60 também fizeram bonito em sua participação no Mundial, e ficaram na sexta colocação.

fagner magalhães cbvaa
Fagner Magalhães (à esq.) e Paulo dos Reis. Foto: Reprodução

Foram dias incríveis na Austrália, que reforça ainda mais a qualidade e a garra do Brasil na modalidade. Nossos atletas deixaram a alma nas canoas, deram o melhor de si, e voltarão para casa com um resultado histórico na bagagem. O que eles fizeram é para encher todo brasileiro de orgulho, e tenho certeza que ainda evoluiremos muito até o Mundial de Velocidade de 2020. Vamos trabalhar muito para captar patrocinadores e apoiadores que possam nos dar suporte e que possam fazer história conosco”, comemorou Fagner Magalhães, presidente da CBVA’A.

Spread the love

error: Entre em contato para ter essa noticia em seu site. Obrigado.