Mundial de Va’a Longa Distância abre disputas

Provas de alto nível marcam o primeiro dia de disputas do Mundial de Va'a na Austrália; saldo brasileiro, porém, não foi bom
Brasileiros da Master +40 em ação durante a primeiro dia de provas do Mundial de Va’a. Foto: Myl Photography

Após a festa de abertura e a fase de reconhecimento da raia, teve início nesta segunda-feira (12) a primeira rodada de disputas do Mundial de Va’a Lona Distância.

A competição está sendo realizada em Mooloolaba, em Queensland, Austrália, com a largada feita em águas abrigadas rumo ao mar aberto, onde há forte incidência de ventos, o que tem dificultado um pouco a vida dos competidores.

Leia mais: Saiba quem são os remadores do Brasil no Mundial da Austrália

Nesse primeiro dia de provas, entraram na água as categorias V1 Open Feminino e V6 Master Masculino +40 e +60 e Master Feminino +50.

O Brasil foi representando em três categorias: V1, V6 Master Masculino +40 e +60. Infelizmente o saldo não foi muito favorável para nossos remadores.

primeiro dia de disputas do Mundial
Monica Pasco teve problemas com a canoa e não fez uma boa prova. Foto: Reprodução

Na V1, Monica Pasco teve problemas com a canoa. A brasileira conta que antes de testar a canoa, teve que refazer toda a amarração, que estava errada. Em seguida, na hora em que foi testar o equipamento, notou que a V1 estava tendo problemas de estabilidade, além de estar um pouco pesada demais para uma canoa da categoria, foi então que percebeu que o equipamento estava trincado. Após muito insistir, Monica conseguiu outra canoa, e mesmo sem ter tido tempo suficiente pata testá-la, fez uma boa largada, porém, após 1 km de prova, teve parte do suporte do iaco quebrado e foi obrigada a fazer a prova até o fim dessa forma, concluindo a prova de 16 km na 11ª colocação.

Equipe V6 Master + 60 Masculino. Foto: CBVAA

Na Master + 40, prova de 24 km, a equipe era formada essencialmente por remadores da Brava’a: Chinês Ribeiro Filho, Jorge Freitas, Alessandro Pucci Matero, Marcelo Bosi De Almeida, Marcelo De Oliveira Lins e Manoel Martins Neto. Apesar de todos remadores fortes e experientes, faltou ritmo de treino, e a falta de entrosamento acabou pesando na prova, que foi de altíssimo nível. Ao final, os brasileiros cruzaram a linha de chegada na décima colocação com o tempo de 2:08:30.4. A equipe campeã, do Havaí, terminou a prova em 1:54:10.2.

Na Master +60, que também remou 24 km, a equipe formada por Marcio Gomes Catharino, Marcelo Caillaux, Jorge Junior, José Pinheiro, Eduardo da Silva e Sergio Yamagata, concluiu a prova na sétima colocação.

A competição não tem transmissão ao vivo, mas as colocações podem ser acompanhadas pelo site igtimi.com.

Na noite de segunda-feira até a madrugada de terça, entram na água os brasileiro Paulo dos Reis na V1 Master +40 e as equipes V6 Master +40 Feminino e Master +50 Masculino.

Highlinghts das provas do primeiro dia do 2019 World Distance Championships

Spread the love

About the author

Da Redação

Da Redação

Aloha Spirit Club é a maior fonte de informação sobre water sports da América Latina. Nossa equipe traz até você conteúdos de qualidade e antenados com as novidades e tendências desse universo.


error: Entre em contato para ter essa noticia em seu site. Obrigado.