Australianos dominam 24ª edição da Molokai 2 Oahu

Apesar disso, Kai Lenny, com seu SUP Foil, foi o primeiro competidor a cruzar a linha de chegada. Todas as demais categorias gerais foram vencidas por australianos
James Casey comemorou muito sua vitória. Foto: Star Adviser/ reprodução

No último domingo (28) pela 24ª vez consecutiva, o famoso Ka’iwi Channel, que separa as ilhas havaianas de Molokai e Oahu foi palco da M2O, uma das mais famosas e desafiadoras provas de travessia do mundo.

Esta foi a segunda vez que o SUP Foil foi inserido na disputa, que começou como uma prova de paddleboard, e, em seguida abraçando o stand up paddle e desde 2018 também o SUP Foil.

Kai Lenny foi o primeiro competidor a cruzar a linha de chegada. Porém, dessa vez ele não teve vida fácil. Foto: Star Adviser/ reprodução

Kai Lenny foi o primeiro competidor a cruzar a linha de chegada, completando os cerca de 54 km (32 milhas) com o tempo de 2:29:38. No entanto, ao contrário do ano passado onde reinou absoluto, dessa vez Lenny teve que correr atrás do jovem Jeffrey Spencer, que liderou boa parte da prova e só foi ultrapassado por Lenny após a segunda metade da prova.

O SUP Foi teve um recorde de inscritos, com o total de 13 inscritos, porém, somente uma mulher, Annie Reickert, que completou a prova com o tempo de 3 horas e 20 minutos.

James Casey recebe os cumprimentos de Kai Lenny. Foto: Star Adviser/ reprodução

Já na categoria SUP Unlimited, que se tornou a mais tradicional ao longo dos anos, a vitória ficou com o australiano James Casey, que completou a travessia em 4:03:20, cinco minutos à frente de seu compatriota Michael Boothy, segundo colocado na categoria, e a poucos minutos do recorde do percurso.

Na terceira colocação o francês radicado em Maui, Josh Riccio, surpreendeu a todos, principalmente por que remou de 14 pés e chegou a apenas 9 minutos atrás de James Casey.

Com as ausências de nomes de peso como Connor Baxter e Travis Grant, os dois australianos eram tidos como os favoritos e de fato fizeram jus às expectativas, protagonizando uma batalha épica pela primeira colocação, remando lado a lado, no oceano aberto, por mais da metade da disputa, até que Casey conseguiu abrir vantagem na reta final.

Dobradinha aussie: Lizzie Welborn parabeniza sua compatriota Harriet Brown pela vitória no paddleboard. Foto: Star Adviser/ reprodução

Os australianos também fizeram “estrago” entre as mulhers com a vitória de Terrene Black na Uunliminted, defendendo seu título contra a tricampeã da prova Sonni Honscheid (ALE).

Terrene Black foi mais uma aussie a subir no lugar mais alto do pódio. Foto: Reprodução

Terrene remou absoluta, terminando a disputa com o tempo de 4:34:09 e cravando um novo recorde entre as mulheres. Sonni ficou com o vice-campeonato e a havaiana Jenn Lee completou o pódio na terceira colocação.

Matt Bevilacqua coquistou seu 5º título consecutivo no paddleboard. Foto: Star Adviser/ reprodução

Os australianos também mostraram domínio no paddleboard, com Harriet Brown e Lizzie Welborn protagonizando a briga mais apertada desta edição, vencida por Harriet  por menos de um minuto de diferença após 5 horas de remada.

Já no paddleboard masculino, o aussie Matt Bevilacqua venceu seu quinto título consecutivo de M2O em um tempo recorde de 4 horas e 20 minutos.

Resultados completos da M2O AQUI.

Spread the love

About the author

Da Redação

Da Redação

Aloha Spirit Club é a maior fonte de informação sobre water sports da América Latina. Nossa equipe traz até você conteúdos de qualidade e antenados com as novidades e tendências desse universo.


error: Entre em contato para ter essa noticia em seu site. Obrigado.