Aloha Spirit Brasília promete uma festa da natação em águas abertas

Natação em águas abertas no Lago Paranoá é um dos destaques do Aloha Spirit Brasília. Maior festival de esportes aquáticos das Américas será dias 21 a 23 de junho

O evento será realizado no Pontão do Lago Sul com duas provas de natação. Foto: Marcelo Mug

Com expectativa de reunir perto de 300 competidores, a natação em águas abertas será uma das atrações da 2ª etapa do Aloha Spirit, que acontece nos próximos dias 21 a 23 de junho, em Brasília. O evento será realizado no Lago Paranoá, no Pontão do Lago Sul, com duas provas, a de 1.500m no sábado, e a de 3.800 metros, no domingo. Nomes conhecidos estarão em ação como Artur Pedroza, que defende a vitória da etapa 2018 no Distrito Federal.

As competições são coordenadas por um expert no assunto, o nadador Samir Barel, que entre outros desafios, já completou a emblemática travessia do Canal da Mancha, entre Inglaterra e França. Ele conhece bem as particularidades de cada prova e dá atenção a todos os atletas, dos líderes até os últimos colocados, sabendo que muitos estão no encontro para participar, confraternizar. 

Na Lago Paranoá, segundo Samir, a maioria dos atletas terá um novo cenário, por estarem mais acostumados a nadar no mar, onde a densidade da água é maior e, consequentemente, a flutuação também. “Muda bastante sim! No mar a flutuação é facilitada devido a diferença na densidade da água. O risco de ventos é parecido, porém no aspecto correntezas o lago é privilegiado”, afirma o experiente nadador, que também se destacou na Tríplice Coroa da maratona aquática, com a Volta à Ilha de Manhattan, em 2014 (46 km) e o Canal da Catalina, em 2016 (33 km).

Samir Barel estará mais uma vez à frente da direção técnica. Foto: Fabio Mardei

Para ele, a prova de 3.800 metros é especial, por ser realmente uma travessia, onde os atletas largam de um ponto e chegam em outro. “Acho isso um diferencial, pois exige do atleta muita atenção e autoconhecimento do ritmo por não ter 100% da noção de quanto já nadou e quanto ainda nadará. Considero um desafio muito legal!”, ressalta. “Além disso, os atletas têm a oportunidade de curtir a beleza de toda a costa do Lago Paranoá”, complementa.

Vale destacar que a disputa longa faz parte do ranking classificatório para definir os atletas para a Prova de Alcatrazes 2020, também de 3.800 metros. “Alcatrazes fica num parque nacional e há restrição ao número de atletas participantes. Por isso que o Aloha Spirit é seletiva e torna as provas ainda mais disputadas”, anuncia o idealizador do evento, João Castro.

As inscrições para as duas provas seguem abertas e são esperados perto de 300 competidores, número próximo ao que Ilhabela recebeu na natação em águas abertas. “São Paulo possui uma cultura e variedade de provas bem grande, o que acaba atraindo os competidores, mas Brasília é uma cidade que possui muitos atletas e ótimos lugares para treinar. Creio que muitos triatletas estarão presentes. Será uma boa oportunidade para eles aprimorarem ainda mais esta modalidade utilizada nas provas que competem”, relata o coordenador da natação, Samir Barel.

Artur Pedroza durante a etapa de Ilhabela. Foto: Fábio Maradei

No masculino, Artur Pedroza chega como um dos grandes cotados. Na etapa inicial, realizada em Ilhabela/SP, ele foi o vice nos 3.800m e o vencedor nos 1.500m. Aos 45 anos, o nadador de Resende/RJ é um exemplo de dedicação e longevidade no esporte e explica como se manter entre os melhores. “É se manter treinando, nunca parar. Esquecer um pouco quantos anos tem. Se mantendo ativo, consegue superar as perdas que tem com a idade, não tem como negar”, afirma.

O atleta, que já foi bicampeão da Travessia 14 Bis e representou o Brasil no Circuito Mundial de Ultramaratona (25 km) na Macedônia, sendo o décimo colocado, também treina um grupo de quase 100 nadadores, em Resende. “Numa cidade que não tem praia. Fazemos um trabalho para disseminar a modalidade e treinamos num açude”, conta.

Além da natação, o Aloha Spirit em Brasília contará com provas de va’a, as canoas havaianas ou polinésias, surfski, stand up paddle (SUP), paddleboard, surfski, apneia estática e waterman (natação, SUP e paddleboard). Também são realizadas várias ações socioambientais, culturais e educativas e o Festival Aloha de Cinema, com sessões gratuitas.

Há, ainda, a realização das rodas de discussão sobre a defesa do meio ambiente, remetendo ao tema central do Aloha Spirit 2019, “A Simbologia da Água”. As inscrições seguem abertas e devem ser feitas no site oficial do evento, o alohaspirit.com.br/aloha-brasilia, com os atletas podendo optar por uma ou mais provas.

O Aloha Spirit 2019 tem o patrocínio de Corona (Ambev), com apoios de Projeto Mares Limpos da ONU Meio Ambiente e Menos um Lixo. Realização: Associação Magna de Desportes e Ecooutdoor com gestão e produção da Intercult.

Spread the love

error: Entre em contato para ter essa noticia em seu site. Obrigado.