Casal em Movimento | SUP Pantaneiro

No segundo episódio da web série “Casal em Movimento”, Arthur Santacreu e Maitê Ferreira chegam ao Pantanal Sul-Mato-Grossense para explorar as águas do Rio Salobra remando de stand up paddle

Após nossa primeira parada em Bonito, seguimos viagem para chegar em nosso destino final: o Pantanal Sul Mato-Grossense, mais especificamente na Pousada Refúgio da Ilha Ecolodge.

A comida no Refúgio

Chegamos no anoitecer e fomos recebidos pela dona da pousada que nos apresentou a suas lindas instalações, nos levando até uma suíte muito aconchegante.

Após nos instalarmos e tomarmos banho, ouvimos o sino da pousada, que viria a ser nosso som preferido dali. O sino quer dizer: o jantar está servido! Era “noite pantaneira”. Tudo era uma delícia e melhor ainda, tudo feito com ingredientes da região, até mesmo a massa do macarrão era feita ali mesmo!

Não diferente, no dia seguinte tomamos um café da manhã delicioso! Pão, queijo, iogurte, bolos, geleias, tudo feito ali! Após o café da manhã, aproveitamos para apreciar a natureza e relaxar às margens do rio Salobra.

A natureza

Era um dia ensolarado, ouvíamos os sons dos pássaros, o rio passando e nos maravilhávamos com as belezas do refúgio.

A natureza está presente por todo lado, por isso se tornou um lugar incrível para o ecoturismo.

As araras vem comer todas as manhãs e tardes, estando acostumadas com as pessoas e até mesmo aceitam alimentos dados diretamente de nossas mãos.

Os jacarés aproveitam o lago da pousada e tomam sol a alguns metros de onde comemos. Podemos nos aproximar um pouco e apreciá-los mantendo uma distância segura de aproximadamente cinco metros.

A pousada é abraçada pelo Rio Salobra, um rio muito preservado com águas claras que além dos jacarés, são cheias de peixes e arraias.

Para aqueles hóspedes com mais sorte, apesar de não ser tão comum, é possível ver onças pintadas em alguns dos passeios oferecidos pela pousada, além das ariranhas que são avistadas com mais frequência.

SUPantaneiro

Além de nós, estávamos com mais seis amigos remadores de Campo Grande. Uma galera muito alto astral e muito receptiva (não é à toa que Campo Grande é a nossa etapa preferida).

Não precisamos levar nem sequer nossos remos! Nos emprestaram  tudo!

Após o almoço com o melhor churrasco de nossas vidas pegamos as pranchas e subimos o Rio Salobra admirando sua beleza e a vibe de estar entre amigos!

É uma sensação incrível de estar em meio à natureza selvagem com tanta vida escondida ao redor. Movimentos nos arbustos e árvores nas margens nos silenciam por alguns instantes, mas rapidamente nos descontraímos.

Após uma parada para juntar todos, descemos o rio rapidamente a favor da corrente, chegando à pousada no entardecer, aproveitando mais um pouco para nadar no Rio, antes de escutar mais uma vez o sino para mais um jantar espetacular.

Spread the love

error: Entre em contato para ter essa noticia em seu site. Obrigado.