Como se alimentar antes de competir

Com a chegada de uma prova importante, aumenta o nervosismo e então surge a dúvida: “O que comer antes de competir”?
Qual a melhor forma de se alimentar antes de competir?

Nos dias que antecedem uma competição importante, como no caso do Aloha Spirit Festival deste final de semana, muita gente fica em dúvida sobre como se alimentar.

Alguns continuam comendo as mesmas coisas de sempre, outros se aventuram na culinária local experimentando pratos diferentes sem problema algum. Porém, conforme o dia da prova de aproxima, o nervosismo aumenta e nosso corpo entra em um estado de estresse involuntário que normalmente atrapalha a nossa alimentação. 99% dos competidores passam por isso. Alguns de maneira mais intensa, outros de forma mais suave.

E então surge a dúvida: qual a melhor forma de se alimentar antes de competir?

No mundo ideal, um nutricionista irá desenvolver a dieta ideal pré competição, mas nem todos podem contar com a ajuda desse profissional e então deve recorrer a experiências práticas e à própria experiência.

Cada atleta tem sua receita mágica para a alimentação no dia da competição (e nos dias que a antecedem também), mas é praticamente um consenso recorrer a uma boa pizza na véspera da prova, pois, além do sabor irresistível e das calorias oferecidas, é encontrada em praticamente todos os lugares do mundo.

Outros já não tem tanto problema e aproveitam a oportunidade para experimentar a culinária local, o que, convenhamos, antes de uma prova, é arriscado!

E no dia da prova, que realmente funciona?

De fácil ingestão e absorção, alimentos líquidos tem sido cada vez mais adotados por competidores antes das provas. Foto: Reprodução

Para o dia da competição, Rodrigo Langeani, da Viva Assessoria Esportiva, encontrou na alimentação líquida uma grande aliada, sobretudo antes de provas mais longas e intensas:

Depois de muito experimentar e passar mal, acabei aprendendo algumas coisas, e para mim uma alimentação líquida garante com que eu consiga ingerir calorias e nutrientes suficientes para fornecer energia no dia da prova, sem que eu passe mal. Já no caso de provas menos intensas eu posso comer um café-da-manhã normal, sem nenhum problema”, pondera.

A maior vantagem da alimentação líquida está na fácil digestão, o que garante um pouco mais de tempo de repouso, já que o competidor não precisa acordar tão cedo no dia da competição para se alimentar.

É importante consumir alguma fonte de proteína no café-da-manhã antes da prova, ela pode ser ingerida na forma de leite, whey protein ou o famoso ovo mexido do café-da-manhã do hotel. O importante é buscar uma proteína magra (sem gordura). Evite alimentos embutidos como o presunto, o salame e a mortadela, já que apesar de ser uma fonte de proteína eles contém quantidade considerável de gordura na sua composição.

Alimentos fibrosos também devem ser evitados neste café da manhã, pois a Fibra aumenta o bolo fecal e pode prejudicar seu desempenho no meio da prova (em outras palavras, aquele famigerado “priri” na hora da prova!).

A quantidade de carboidrato que você deve consumir depende do tamanho da sua prova, e do seu corpo. Rodrigo Langeani recomenda fortemente que um nutricionista esportivo seja consultado para orientá-lo da melhor maneira:

Eu procuro consumir 2g de carboidrato por kg de peso no café-da-manhã antes da competição. Alguns atletas conseguem consumir mais do que isso. Porém, cada pessoa reage de um jeito e tem suas preferências alimentares, por isso, o ideal é definir essas quantidades através da orientação de um nutricionista”, recomenda.

COMO SE ALIMENTAR ANTES DE COMPETIR

Dia de prova: É fundamental estar se sentindo bem! Foto: Ale Socci

Abaixo uma sugestão de alimentação pré prova apenas para exemplificar o que foi exposto nessa matéria. Reforçamos que cada pessoa tem sua maneira de se alimentar e reage de forma particular aos alimentos, por isso, consulte um nutricionista!

2 DIAS ANTES DA COMPETIÇÃO:

Comer normalmente, dando aumentando a quantidade de carboidrato consumida.

1 DIA ANTES DA COMPETIÇÃO:

Café-da-manhã: Dar ênfase em alimentos fibrosos (mamão, aveia, granola). Esses alimentos ajudam a limpar o intestino.

Treino pré-competição: 200-400 kcal de uma solução de carboidratos para repor o gasto do treino. Esse treino é normalmente um giro leve de reconhecimento do percurso.

Lanche Pós-treino: Um lanche rico em fibras (pão integral, aveia, mamão), e uma pequena porção de proteína.

Restante do Dia: Muito carboidrato (massa preferencialmente, mas pode ser arroz e feijão), evite ingerir fibras (diminua um pouco a salada), consuma proteínas magras e capriche na hidratação.

DIA DA COMPETIÇÃO:

Ao acordar: 200-300ml de água. Isso garante que o intestino comece a funcionar.

Café-da-manhã (2-4 hrs antes da largada): 800kcal em forma de vitamina. Sugestão: bater leite desnatado, 2 bananas e 1 dose de whey protein (20-25g de proteína).

60min antes da largada: Ingerir aproximadamente 500ml de água com maltodextrina.

Spread the love

About the author

Da Redação

Da Redação

Aloha Spirit Club é a maior fonte de informação sobre water sports da América Latina. Nossa equipe traz até você conteúdos de qualidade e antenados com as novidades e tendências desse universo.


error: Entre em contato para ter essa noticia em seu site. Obrigado.