“Simbologia da água” marca abertura do Aloha Spirit Festival nessa sexta-feira

Aloha Spirit Festival tem cerimônia de abertura na sexta-feira (12) em Ilhabela, destacando o tema “A simbologia da Água”. Arena do maior festival de esportes aquáticos do continente será na praia do Perequê com encontro no espaço conexões, às 19 horas
Maior evento de water sports da América Latina começa nesta sexta com uma série de inovações. Foto: Ale Socci.

Consolidado como um dos maiores festivais de esportes aquáticos do Mundo, o Aloha Spirit é muito mais do que um campeonato esportivo e com atuações efetivas nas áreas social, cultural e ambiental. Prova disso é o tema escolhido para essa edição, “A Simbologia da Água”, buscando engajamento dos participantes e do público presente em boas práticas em prol da sustentabilidade.

O evento terá a cerimônia de abertura nesta sexta-feira (12), às 19 horas, na Praia do Perequê, em Ilhabela, litoral norte de SP. O encontro será realizado no Espaço Conexões com o congresso técnico geral para todas as modalidades em ação no sábado e domingo (13 e 14), reunindo milhares de atletas, e logo após, o idealizador e organizador do Festival, João Castro, receberá a médica de aventura Karina Oliani e a apresentadora Carol Knopf para uma discussão sobre o que o Aloha busca alcançar e seu projeto ambiental.

Karina foi escolhida como “embaixadora” do Festival no tema “A Simbologia da Água” e conversará com o público sobre o que tem visto pelo Mundo, a agressão ambiental em larga escala, levantando essa bandeira de forma mais séria. “A gente não vai falar só de meio ambiente e o quanto o plástico é agressivo. Queremos começar a pegar essas pessoas e influenciá-las para quem mudem, de verdade, pequenos hábitos”, afirma João Castro.

Segundo ele, todas as ações do Festival se conectam ao tema criando uma “onda” de conscientização sobre a importância do cuidado com a preservação da vida. “Também foi lançada a plataforma de educomunicação Cola Bora Ativa, uma iniciativa de educação para a sustentabilidade que integra a campanha, em parceria com o Sebrae, com o projeto Mares Limpos da ONU Meio Ambiente e o projeto Menos 1 Lixo”, reforça.

Natação segue forte em mais um ano de Aloha. Foto: Carla Falleiros

Na questão ambiental, o Aloha Spirit terá uma grande programação de atividades em várias faixas etárias e diferentes tipos de público. “No Aloha Spirit, a água não representa apenas um ambiente onde fazemos a nossa celebração e o nosso encontro, em sua essência, ela contempla aspectos simbólicos que nos convida na edição de 2019 a refletir, observar, conhecer e nos inspirarmos para o estabelecimento de relações mais cuidadosas com este importante elemento gerador da vida”, argumenta o organizador.

As ações começarão “de dentro para fora”, incluindo a própria equipe da organização do evento, com a redução e gerenciamento de resíduos. Entre as práticas a serem adotadas estarão: utilização de restaurante local, evitando a geração de marmitas descartáveis; kit lanche do staff sem uso de embalagens plásticas e isopor, copo reutilizáveis a serem entregues para as equipes de produção e atletas; camisas da produção sem uso de embalagens plásticas.

Também não serão usados canudos descartáveis (com canudos de bambu à venda); os resíduos orgânicos serão destinados para um pátio local de compostagem para uso em uma horta medicinal da ilha; os resíduos recicláveis serão acondicionados em lixeiras sinalizadas e destinados para o sistema de gerenciamento da ilha; para completar, serão disponibilizadas bituqueiras para o adequado armazenamento e destino final desse tipo de resíduo, que serão transformados em papéis.

Além disso, a área de atendimento terá monitores da Ilha, incluindo jovens, mulheres e pessoas com deficiência e será realizada a qualificação de equipes de atendimento para atuarem como agentes ambientais. Na infraestrutura, serão utilizados elementos naturais que possuem menor pegada energética e que contribuem para aproximar as pessoas da natureza.

Também serão promovidas experiências de engajamento em torno do tema do Aloha. Entre elas, a roda de conversa com a ativista ambiental Karina Oliani; oficinas de educação ambiental bem como mutirão de limpeza em córrego e praia com crianças de escolas públicas locais; oficina kits sobre a problemática dos resíduos em parceria com a ONG Seu Lixo Meu; aulas de yoga; oficina de frases afetivas com a equipe de atendimento; painel interativo para registro do Manifesto Aloha Ilhabela: “O que eu faço por um mundo melhor”; e concurso de frases criativas sobre a Simbologia da Água, com a participação do público para estampar nas sinalizações do evento.

ESPORTE – Já nas disputas esportivas, sábado e domingo, o Aloha Spirit terá uma provas já tradicionais, como va’a, conhecidas como canoas havaianas ou polinésias, natação em águas abertas, surfski, paddleboard, waterman e o stand up paddle (SUP), valendo pelo Circuito Mundial da Paddle League. Outra atração será a beach run, uma corrida de montanha.

FESTIVAL ALOHA SPIRIT DE CINEMA É OUTRA GRANDE ATRAÇÃO EM ILHABELA

Os filmes serão apresentados na sexta-feira (12). Foto: Reprodução

Outra grande atração do Aloha Spirit é na área cultural. O Festival Aloha Spirit de Cinema é novamente uma atração a mais e, dessa vez, será expandido para as escolas da Rede Público de Ensino nas cidades que recebem o evento. Além da apresentação ao ar livre, a iniciativa terá a exibição dos filmes para os alunos das escolas José Antonio Verzehnassi e Ruth Cardoso, como fonte de inspiração e superação para os estudantes.

Já na praia, os filmes serão apresentados na sexta-feira (12), junto à arena do evento, na areia da praia. Entre os filmes selecionados, os documentários “A Montanha do Mar, com direção de Rafael Duarte e Italo Yure; “Gigantes do Surfe”, do diretor Paulo Henrique Costa Blanca; e “Lord of The Thai, Tailândia”, de Seblen Mantovani. Também “Trilha Trans Carioca, de Rafael, Duarte; “Highline na Chapada”, “Sessions na Califa”, “Só da elas em Puerto” e Tudo Rosa”, os três últimos do Canal OFF.

Esperamos oferecer exemplos que sirvam de referência em momentos de dificuldade perante a vida”, afirma a responsável pela gestão administrativa do Festival, Valéria Marcondes. “O Festival foi idealizado em 2015 com a intenção de exibir filmes para contar histórias de superação no esporte, demonstrar a beleza e a harmonia da integração esporte-natureza e inspirar nas pessoas a busca da prática desportiva dentro do espírito que rege o festival”, ressalta.

O Festival Aloha Spirit de Cinema 2019 tem o patrocínio da Corona, por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura, da Secretaria Especial da Cultura, do Ministério da Cidadania, com apoio da Prefeitura de Ilhabela. Realização: Associação Magna de Desportes e Ecooutdoor com gestão e produção da Intercult e correalização da Secretaria de Turismo de Brasília.

Spread the love

error: Entre em contato para ter essa noticia em seu site. Obrigado.