Time Brasil de SUP desembarca na Argentina para Jogos Sul-Americanos de Praia

José Augusto Carvalho, Chefe da Equipe brasileira de stand up paddle fala sobre o trabalho e a expectativa em torno do desempenho do Brasil em sua inédita participação nos Jogos Sul-Americanos de Praia
Equipe brasileira de SUP Race chegou à Rosário nesta segunda-feira (18). Foto: Reprodução

Entre os dias 17 e 23 de março, estão sendo realizados os Jogos Sul-Americanos de Praia, em Rosário, na Argentina. O evento, multiesportivo, é organizado pela Organização Desportiva Sul-Americana (ODESUL) a cada dois anos, no verão.

Os Jogos Sul-americanos de Praia evento reúnem esportes olímpicos, como por exemplo a vela e o voleibol de praia, com outros que não estão no programa olímpico, como o rugby de praia, tendo como critério apenas a disputa de esportes de praia, de piscina ou náuticos que são populares nos países da América do Sul.

Conversamos com o Chefe da equipe brasileira, José Augusto Carvalho, que antes da viagem participou de um treinamento feito pelo Comitê Olímpico Brasileiro, o COB:

Qual é o papel de um Chefe de Equipe?

Como chefe de equipe e treinador, preciso acompanhar todos os trâmites de logística dos atletas, que começam bem antes do evento, para que eles se preocupem o mínimo possível com a viagem e possam se concentrar nos treinos e provas.

Além disto, é responsabilidade do chefe de equipe ser interlocutor entre atletas e organização, informar ao time sobre os formatos das provas, analisar as condições das raias onde serão realizadas as provas e criar as estratégias para obter os melhores resultados possíveis.

São 3 provas e podemos trazer até 6 medalhas, já que teremos um homem e uma mulher disputando cada uma.

O trabalho foi iniciado há alguns meses, após a definição dos campeões brasileiros de 2018, quando fizemos a convocação para o Pan-americano da Pasa, que aconteceu no Peru no mês de dezembro. Neste evento, o Brasil conquistou o vice-campeonato, perdendo apenas para o país anfitrião.

Os convocados do time brasileiro são: Aline Akemi Adisaka, Arthur Carvalho Mas Santacreu, Lena Guimarães Ribeiro e Vinnicius Martins.

Nossa equipe está excelente, atletas experientes e bem preparados, todos eles com títulos nacionais em suas modalidades e participações importantes em provas internacionais. 

Com experiência acumulada em Mundiais da ISA e Pan-Americano de Surfe, José Augusto encara mais uma missão como chefe da equipe brasileira de SUP. Foto: Arquivo pessoal

De onde partiu a sua convocação?

A convocação partiu da Confederação Brasileira de Surf, CBSurf, que reconheceu o trabalho que venho realizando para o desenvolvimento do esporte no país e também como competidor e treinador. Além disto, o meu nome também foi indicado pela Confederação Brasileira de SUP, CBSup, entidade em que participo desde a formação como competidor, realizador das etapas na Bahia e também instrutor de cursos de formação.

Você já teve outras experiências de liderar equipes em competições internacionais?

Sim, por 2 vezes no mundial da ISA de SUP e Paddleboard e no Panamericano de Surf, todas essas experiências no Peru.

Espero que a bagagem adquirida em mais esta experiência profissional contribua para o meu trabalho de fomento ao esporte e desenvolvimento do SUP no país.

Saiba mais sobre o evento e confira os percursos das provas de SUP AQUI.

Spread the love

error: Entre em contato para ter essa noticia em seu site. Obrigado.