Entrevista | Leco Salazar focado em Sunset Beach

Leco Salazar troca uma ideia com nosso editor e revela suas expectativas para o início da primeira etapa do Mundial de SUP – APP World Tour, em Sunset Beach
Com várias temporadas de Havaí, Leco Salazar sabe que uma onda como Sunset Beach exige preparação e disposição. Foto: APP World Tour/ Reprodução

Duas vezes campeão brasileiro, sendo o título mais recente conquistado ano passado, e campeão mundial em 2012, Leco Salazar está em uma das melhores fases técnicas de sua vida.

Um dos atletas mais regulares em toda história da APP World Tour, Leco, que teve um ano um pouco atípico no Mundial em 2018, fala sobre sua relação com o Havaí em mais uma temporada e de como está se preparando para o Sunset Bech Pro, primeira etapa do Mundial de SUP Wave que pode começar já nessa segunda-feira, dia 11. Confira:

Qual a sensação aos chegar ao Havaí para mais uma temporada?

Sensação de liberdade e de aprendizagem. Sempre evoluindo e aprendendo coisas novas no Havaí. Esta é a minha décima primeira temporada e me sinto mais confortável.

Qual é a sua relação com a onda de Sunset? Ela te provoca um sentimento maior de adrenalina ou de prazer em surfá-la?

A onda de Sunset não é fácil. Um onda que quebra lá fora com muito volume de água e não é perto da areia. Sem dúvida gera medo e adrenalina. Participo de campeonatos lá desde 2012 e é uma onda com uma leitura bem difícil também, pois cada dia está de um jeito, nunca está igual!  

Leco descendo a ladeira em Sunset Beach. Foto: APP World Tour/ Reprodução

Fale sobre as pranchas que você vai usar para surfar Sunset Beach

Estou com três pranchas: 7’3”,  7’8” e  8’3” shapeadas pelo Neco Carbone. Todas round pin.

Ano passado você conquistou o título brasileiro e pelo nível de surfe que você apresentou ao longo do ano, ficou aquela sensação de que poderia ter chegado mais longe no ranking mundial de 2018. Na sua opinião, o que faltou?

Para mim estar em 9º ou 5º no ranking é a mesma coisa. Ou você ganha e está entre os três primeiros, ou nem conte vantagem, pois a cada ano atletas estão variando suas colocações terminando o ranking em posições diferentes. Poucos conseguem se manter por muito tempo entre os três melhores do mundo, até porque o chaveamento de baterias tem sido muito desigual, atletas de alto nível se enfrentando já na primeira fase e isso acaba dificultando o caminho a bons resultados. E eliminando bons atletas. Logo no início do evento.

Leco Salazar, Sunset Beach. Foto: Stephan Kleinlein

Alguma estratégia especial para surfar Sunset esse ano?

A estratégia é manter a calma surfar por amor e por você mesmo. E a vitória, se tiver que vir, virá. Todos estamos aqui para vencer. Ninguém vem para perder! São muitos fatores que influenciam você a vencer e não apenas surfar bem.

Todos que estão participando desse evento têm noção de surfe. Então precisa ter um pouco de sorte, achar a onda boa e estar bem preparado psicologicamente.

Deixe um recado para os internautas do Aloha Spirit Club

Um grande abraço a todos, continuem acompanhado as notícias no site e vamos com tudo representar nosso país  e nossos patrocinadores!

Instagram @lecosalazar

ACOMPANHE AO VIVO

O Sunset Beach Pro abre sua janela de espera a partir do dia 11 de fevereiro e uma previsão bem forte de swell aponta a possibilidade de início já nesta segunda-feira com primeira chamada às 16h (horário de Brasília). O chaveamento das baterias já está definido e pode ser conferido AQUI.

O evento terá transmissão ao vivo aqui no Aloha Spirit Club. Fiquem ligados em nossas próximas atualizações.

MATÉRIAS RELACIONADAS

Sunset Beach Pro dá a largada ao Tour Mundial de 2019

Wellington Reis | Missão Sunset Beach Pro

Brazucas afiam os remos em Sunset Beach

 

 

 

Spread the love

About the author

Luciano Meneghello

Luciano Meneghello

Luciano Meneghello é Editor-chefe do Aloha Spirit Club. Pioneiro na produção de conteúdo direcionado a esportes de água como SUP, va'a e paddleboard, foi fundador da Revista Fluir Standup e do site SupClub e tem artigos publicados em diversos veículos do segmento, como revista Go Outside, Alma Surf, site Waves, entre outros.


error: Entre em contato para ter essa noticia em seu site. Obrigado.