Crossing For A Cure | A mais nobre das provas de travessia

Prova de travessia de 148 km em mar aberto foi criada para ajudar portadores de fibrose cística e mostra, na prática, que somos capazes de ir muito além do que julgamos ser capazes
Prova é aberta a diversas modalidades de remada juntas pela mesma causa. Foto: Reprodução/ Crossing for a Cure

“Crossing For A Cure” é uma competição de travessia de 80 milhas náuticas (cerca de 148 km) realizada anualmente no mês de junho entre a ilha de Bimini, pertencente às Bahamas, no Caribe, até a praia de Lake Worth, na Flórida (EUA).

Esta não é exatamente uma competição para iniciantes, pois, além da distância, os remadores ainda tem que lidar com as fortes correntes da entrada do Golfo do México. Além disso, uma boa leitura de mar é tão importante quanto um bom preparo físico para encarar o desafio.

No entanto, os organizadores incentivam fortemente a participação de pessoas que nunca se aventuraram em uma competição com esse nível de dificuldade. E está aí outro diferencial da Crossing For A Cure e uma forte carga simbólica que confere a ela não só um importantíssimo papel social, como, também, uma aura transcendental.

Mapa da travessia. Foto: Reprodução

A missão da Crossing For A Cure é encorajar as pessoas a lidarem com grandes desafios, vencer barreiras e divulgar os benefícios que o contato com a água salgada pode proporcionar àqueles que vivem com fibrose cística, uma doença pulmonar terminal.

Tudo isso é vivenciado na prática e os competidores estão mais preocupados de ajudarem uns aos outros a completar o desafio do que simplesmente descobrir qual deles chegará primeiro à linha de chegada.

DOENÇA DA FILHA INSPIROU ORGANIZADOR A CRIAR A PROVA

Travis e Piper Suit. Foto: Arquivo pessoal

Travis Suit, organizador da competição, teve a ideia de criar o Crossing for a Cure após sua filha, Piper, ser diagnosticada como portadora fibrose cística aos quatro anos de idade, em 2011.  Além de testemunhar as dificuldades enfrentadas por sua filha para conviver com a doença, ele percebeu que o contato com a água salgada era muito benéfico a ela.

Pesquisando o assunto, Travis descobriu que pesquisadores haviam divulgado um estudo que revelava ser a água salgada incrivelmente eficaz na reidratação do revestimento dos pulmões, permitindo que as pessoas com fibrose cística eliminem possíveis bactérias nocivas.

Foi então que, em 2013, acompanhado dos remadores Shane Pompa, Kyle Igneri e Joseph Morel, Travis Suit realizou a primeira edição da Crossing For A Cure, remando 90 milhas das Bahamas até a Flórida, chamando a atenção da mídia e da comunidade para a temática da fibrose cística.

A travessia durou 15 horas e essa história inspirou a produção do documentário “Epic Love“, lançado em 2016.

Desde então, o evento vem sendo realizado anualmente, ganhando cada vez mais exposição.

Competidores se preparam para a largada da prova na edição de 2018. Mais de 100 km em mar aberto pela frente. Foto: Crossing For a Cure / Reprodução

Esta travessia em mar aberto de 80 milhas empurra os remadores aos limites de sua resistência e mostra o quanto a paixão por uma causa e o amor podem fazer.

Quando o corpo se cansa e a mente quer desistir, o poder do seu “porquê” é o que te empurra. Os remadores que se esforçam por essa grande causa, descobrem reservas de energia que não sabiam que tinham, além de receberem apoio e palavras de incentivo dos vários barcos que acompanham os competidores durante essa jornada incrível”, revela Travis Suit.

CATEGORIAS ABERTAS EM 2019

  • SUP (12’6”, 14 Pés e Unlimited)
  • Surfski
  • Prone Paddleboard
  • OC-1
  • OC-6
  • Caiaque Oceânico

Cada uma das divisões acima está disponível para categorias individuais e também por revezamento por equipes.

Cada remador deve levantar um mínimo de US$ 1.500 para a Fundação Piper, organização sem fins lucrativos criada por Travis Suit para apoiar as famílias da comunidade de fibrose císitica.

Data da prova: 15 de junho. Para mais informações sobre esse evento, acesse o site oficial da Crossing for a Cure.

Spread the love

About the author

Luciano Meneghello

Luciano Meneghello

Luciano Meneghello é Editor-chefe do Aloha Spirit Club. Pioneiro na produção de conteúdo direcionado a esportes de água como SUP, va'a e paddleboard, foi fundador da Revista Fluir Standup e do site SupClub e tem artigos publicados em diversos veículos do segmento, como revista Go Outside, Alma Surf, site Waves, entre outros.


error: Entre em contato para ter essa noticia em seu site. Obrigado.