Concluída nesta segunda-feira (23) a 1ª fase do Mundial de Va’a Sprint com destaque para as apresentações de Paulo dos Reis, Ivan Mundim e o time feminino da Ava Canoeiros, que disputa a semifinal da V6 nesta terça (24)
Parte da equipe que está representando o va’a brasileiro no Taiti: bons resultados mostram a evolução da canoagem polinésia no Brasil. Foto: Reprodução/ CBVAA.

A primeira fase do 18º Campeonato Mundial de Sprint Va’a chegou ao fim na última segunda-feira (23) com a conclusão de todas as finais em canoas indivuais, as V1. Em meio a rápidas e intensas disputas a comunidade global do remo polinésio pode acompanhar a impressionante campanha do taitiano Kevin Ceran Jerusalemy ao conquistar sua 5ª medalha de ouro nos 500 metros em V1 e também ao surgimento de novos e promissores talentos como o jovem neozelandês Marama Elkington.

O Brasil mesmo se conquistar medalhas no último dia das provas individuais fez bonito e vai se consolidando como uma potência emergente do va’a mundial, ainda mais se levarmos em conta de que vários atletas brasileiros não tiveram condições de viajar ao Taiti por falta de apoio.

Após conquistar sua 5ª medalha de ouro, o taitiano Kevin Jerusalemy consagra-se como o “Rei da V1”. Foto: Reprodução / IVF.

Ainda assim, fomos muito bem representandos nas finais: Paulo dos Reis sagrou-se o quinto remador de V1 mais rápido do mundo nos 500 metros da categoria Master 40 anos, assim como Ivan Mundim é o oitavo mais rápido do mundo na Master V1 500 metros 60 anos. Outro veterano que também fez bonito foi Marcelo Caillaux parando na semifinal da Master V1 70 anos.

Além da conclusão das provas individuais, a segunda-feira foi marcada pelas disputas entre equipes com destaque para a equipe feminina Ava Canoeiros, de Brasília, primeira colocada de sua bateria eliminatória da V6 Open 500 garantindo um lugar na semifinal sem precisar fazer a repescagem.

Paulo dos Reis é o 5º remador de V1 mais rápido do mundo na master 40 anos. Foto: Reprodução / IVF.

Veja abaixo quem são as equipes brasileiras que entram na água nesta terça-feira:

Mauna Loa – Master Feminino V6 50 Anos 1000 metros – Bateria#1

Ava Canoeiros – Master Masculino V6 40 anos 1000 metros – Repescagem#2

Bra Va’a – Master Masculino V6 40 anos 1000 metros – Repescagem#2

Bra Va’a – Open Masculino V6 1500 metros – Repescagem#3

Ítalo Va’a – Master Masculino V6 50 anos 1000 metros – Repescagem#1

Mauna Loa – Master Masculino V6 50 anos 1000 metros – Repescagem#2

Ava Canoeiros – Open Feminino V6 1500 metros – Semifinal#2

QUANDRO GERAL DE MEDALHAS APÓS AS PROVAS INDIVIDUAIS

Brasil entre as 8 maiores do Va’a. Foto: reprodução.

ACOMPANHE AO VIVO

As disputas do Mundial de Sprint Va’a tem início previsto para as 15h (Horário de Brasília). Para conferir a transmissão ao vivo clique AQUI.

MATÉRIAS RELACIONADAS:

Delegações festejam abertura do Mundial de Sprint Va’a

Medalha de bronze para o Brasil no dia 01 do Mundial de Va’a

Mundial de Sprint Va’a | Brasil está em 5º lugar no quadro geral de medalhas

Brasileiros disputam finais no Taiti

 

Spread the love

error: Entre em contato para ter essa noticia em seu site. Obrigado.