Mundial da ISA | Bronze de Vinnicius Martins mantém moral de nossa equipe

Mundial de SUP e Paddleboard da ISA se despede da torcida brasileira na madrugada deste sábado para domingo com as disputas de revezamento por equipes
Vinnicius Martins comemora com a equipe brasileira o Bronze na Long Distance. Moral para disputar a prova por equipes que encerra o Mundial. Foto: ISA / Evans

A medalha de bronze conquistada por Vinnicius Martins na prova deste sábado deu mais moral à equipe brasileira comandada por Marcelo Esquilo, que entrará em campo pela última vez na edição de 2018 do Mundial de SUP e Paddleboard da ISA, que se despede na madrugada deste sábado para domingo, com as disputas de revezamento por equipes.

As provas de SUP e Paddleboard de Longa Distância marcaram o penúltimo dia de disputas do Mundial de SUP e Paddleboard da ISA, realizado na manhã deste sábado (01) na Península de Shenzhou, China.

A disputa  foi realizada dentro de um circuito de 6 km delineado por seis boias, onde os competidores deveriam completar três voltas totalizando 18 km. Em condições bem flat, calor, pouco vento e pouca ondulação, a prova exigiu muita resistência por parte dos competidores.

Largada da prova de SUP. Foto: ISA / Evans

As corridas masculinas de SUP e Paddleboard abriram o dia da competição que teve um sabor especial para a torcida brasileira com a terceira colocação de Vinnicus Martins, que comemorou o resultado:

Obrigado universo por ter colocado todas as pessoas que fizeram parte disso no meu caminho. Sou muito sortudo! Fiz uma lista de afazeres para cumprir aqui na China e entre elas estava ficar entre os Top 3 na prova de Longa Distância e alcancei esse objetivo!”, declarou nosso medalhista de bronze.

A prova teve uma largada bem disputada, porém, já nos quilômetros iniciais os pelotões foram se definindo. Connor Baxter (EUA) e Michael Booth (AUS) assumiram a ponta, com o havaiano na liderança, mas seguido de perto por Booth, que aos poucos foi imprimindo um forte ritmo à disputa até ultrapassar Baxter e assumir a primeira colocação.

O australiano manteve o vigor das remadas até a linha de chegada, vencendo a disputa de 18 km isolado, com o tempo de 1:53:57:67.

Tive uma fraca exibição no ano passado, e por isso voltar este ano e ganhar significa muito. A sensação é ótima!”, declarou Booth.

Michael Booth. Foto: ISA / Jimenez

Os irmãos Daniel e Bruno Hasulyo, da Hungria, juntamente com o brasileiro Vinnicius Martins, formaram um pelotão de Elite que veio logo atrás de Michael Booth, deixando para trás o francês Titouan Puyo e o havaiano Connor Baxter.

Bruno Hasulyo, medalha de ouro de 2017, terminou com a prata, com o tempo de 1:55:19:96, chegando praticamente empatado com Vinni, que levou o Bronze com o tempo de 1:55:34:82. Daniel Hasulyo completou o pódio na quarta colocação em 1:56:20:98.

Após o Ouro na prova de Sprint, nosso outro representante na prova, Arthur Santacreu, voltou para água e ajudou a equipe brasileira a somar mais pontos para o ranking geral, concluindo a prova na 16ª colocação.

Sekar Patchai,18º colocado na Race e único representante da Índia: “Os indianos estão perdendo o medo do mar e do sol”. Foto: ISA / Jimenez

A participação de remadores de países com pouca tradição em water sports também chamou a atenção. Sekar Patchai, da Índia, teve um desempenho inspirador na competição. Único representante de seu país no Mundial da ISA, Patchai cruzou a linha de chegada na 18ª colocação entre os 40 competidores.

Até recentemente, muitas pessoas tinham medo da água e da exposição ao sol na Índia”, disse Patchai. “Os water sports agora estão se tornando mais populares em meu país, especialmente SUP e Surfe, então, acredito que minha participação aqui pode ajudar a fomentar esses esportes”, ponderou.

MEDALHISTAS SUP LONG DISTANCE MASCULINO

Ouro – Michael Booth (AUS)

Prata – Bruno Hasulyo (HUN)

Bronze – Vinnicius Martins (BRA)

Cobre – Daniel Hasulyo (HUN)

PADDLEBOARD MASCULINO

Disputa dura entre os homens no Paddleboard. Foto: ISA / Gimenez

Os competidores do Prone Paddleboard masculino largaram logo após o SUP, e desde os primeiros quilômetros formou-se um pelotão entre cinco líderes travando uma batalha disputadíssima até a última volta, quando o norte-americano Hunter Pflueger em um Sprint incrível, abriu vantagem para cruzar a linha de chegada na primeira colocação com o tempo de 2:09:10:06.

Perder para Lachie na Race Técnica esta semana realmente me instigou para dar tudo nessa prova“, disse Pflueger. “Remamos juntos nas primeiras voltas, mas na última foi a hora de brigar pela primeira colocação e eu fui com tudo”, revelou.

Medalha de ouro de 2017, o australiano Lachie Lansdown, terminou a prova na segunda colocação com o tempo de 2:11:20:29. Na terceira colocação ficou Jadon Wessels, da África do Sul, com o tempo de 2:11:33:68 e na quarta colocação e fechando o pódio ficou o espanhol David Buil fazendo 2:12:06:69.

Hunter Pflueger surpreendeu na reta final e ficou com o ouro. Foto: ISA / Evans

MEDALHISTAS PADDLEBOARD LONG DISTANCE MASCULINO

Ouro – Hunter Pflueger (EUA)

Prata – Lachie Lansdown (AUS)

Bronze – Jadon Wessels (RSA)

Cobre – David Buil (ESP)

DISPUTAS FEMININAS

Olivia Piana comemorou muito seu primeiro Ouro. Foto: ISA / Jimenez

Concluídas as disputas masculinas, após um período de intervalo, foi a vez das mulheres entrarem em ação As competidoras mantiveram a mesma pegada emocionante que marcou as provas da manhã. Porém, a entrada do vento tornou a prova ainda mais desgastante.

No SUP, a francesa Olivia Piana fez uma ótima largada e na segunda volta abriu uma vantagem intransponível para suas adversárias. Piana, que já havia ganhado cinco medalhas de prata em seu histórico de disputas no Mundial da ISA, finalmente conseguiu conquistar seu primeiro Ouro com o tempo de 2:14:10:52.

É um sonho finalmente conquistar a medalha de ouro. Tudo conspirou a meu favor hoje”, disse Piana.

A dupla australiana Terrene Black e Shakira Westdorp conquistou, respectivamente, as medalhas de Prata e Bronze, com os tempos de 2:15:49:94 e 2:17:22:56.

Sem dúvida uma impressionante atuação de Westdorp, que foi medalhista de ouro no SUP Wave Feminino e leva pra casa mais uma medalha.

Fechando o pódio, com a medalha de cobre, ficou a japonesa Yuka Sato que chegou com o tempo de 2:17:57:51.

Aline Abad entre as 18 melhores remadoras de longa distância do mundo. Foto: Fabio Mota.

Nossa representante na disputa, Aline Abad Mota, competiu com uma prancha emprestada, modelo Sprint, que não era ideal para as condições de mar na parte da tarde, chegou um pouco atrás, em um pelotão intermediário de competidoras, cruzando a linha de chegada na honrosa 18º colocação entre as melhores remadoras de longa distância do mundo. Tivesse a brasileira contado com mais apoio, que lhe permitisse viajar à China com mais tranquilidade e tempo para escolher os melhores equipamentos, seu resultado possivelmente seria melhor ainda.

MEDALHISTAS SUP LONG DISTANCE FEMININO

Ouro – Olivia Piana (FRA)

Prata – Preto Terrene (AUS)

Bronze – Shakira Westdorp (AUS)

Cobre – Yuka Sato (JPN)

PADDLEBOARD FEMININO

Largada do Paddleboard Feminino. Foto: ISA / Jimenez

A prova feminina de Paddleboard foi ainda mais acirrada do que a masculina, protagonizada por uma disputa emocionante entre Gere Rosato (AUS), Judit Verges (ESP) e Kailyn Winter (EUA).

Grace Rosato, porém, conseguiu “dar o bote” na hora certa para assumir a liderança na reta fila e garantir mais um ouro para a Austrália com o tempo de 2:20:53:03.

Eu não posso colocar em palavras! Estou absolutamente feliz por agora ser duas vezes campeã mundial. Eu não posso acreditar!”, comemorou Rosato, que também foi medalhista de ouro na prova técnica de Paddleboard.

Judit Verges conquistou a medalha de prata para a equipe da Espanha com o tempo de 2:20:54:29, seguida pela norte-americana Kailyn Winter, medalha de bronze fez 2:20:54:36.

Katrine Zinck, da Dinamarca, completou o pódio na quarta colocação concluindo a prova em 2:27:51:62.

MEDALHISTAS PADDLEBOARD LONG DISTANCE FEMININO

Ouro – Grace Rosato (AUS)

Prata – Judit Verges (ESP)

Bronze – Kailyn Winter (EUA)

Cobre – Katrine Zinck (DEN)

VÍDEO DO DIA

AUSTRÁLIA ASSUME A LIDERANÇA NO QUADRO DE MEDALHAS

Os bons resultados alcançados pela Austrália na prova de longa distância (dois ouros, duas pratas e um bronze), projetaram o país à primeira colocação no quadro geral de medalhas, ultrapassando os EUA a um dia para término do Mundial. A França ocupa a terceira colocação e a Espanha, a quarta.

O bronze de Vinnius ajudou a fazer o Brasil subir uma posição e nossa equipe figura agora na 11ª colocação. Sem pontuar nas provas de Paddleboard, por conta do retorno prematuro de Patrick Winkler, que infelizmente precisou voltar ao Brasil e ficar junto de sua família em decorrência do falecimento de seu pai, com um time enxuto se desdobrando para competir em provas às quais não se prepararam (como no caso de Tuca na Long Distance de hoje) e com um competidor a menos em algumas provas (como também no caso da prova de hoje, no Feminino), a nossa equipe deixa de acumular pontos indispensáveis para galgar posições mais altas no ranking geral.

Clique aqui e confira os resultados oficias de hoje e o ranking por países.

REVEZAMENTO POR EQUIPES ENCERRA O MUNDIAL DA ISA

Na união entre equipe brasileira está a força para enfrentar todas as dificuldades e nossos atletas irão fortes para a prova de revezamento que encerra o Mundial da ISA. Foto: AP

Apesar das dificuldades enfrentadas por nossa esquipe, e que, diga-se, começaram bem antes da viagem à China, a equipe brasileira volta a entrar em ação neste domingo (madrugada de sábado, para domingo para quem acompanha pelo Brasil) para as disputas de revezamento por equipes.

Nessa prova, cada país compete com quatro atletas, dois homens e duas mulheres, no Paddleboard e SUP, dentro de uma dinâmica de revezamento, em uma prova com um formato semelhante ao técnico.

A equipe do Brasil será formada por: Arhur Santacreu e Jessika Moah, no Paddleboard, e Aline Abad e Vinnicius Martins no SUP Race.

ACOMPANHE AO VIVO

O último dia de disputas do Mundial da ISA terá transmissão ao vivo aqui no AlohaSpiritClub.com.br, mídia oficial do ISA World SUP and Paddleboard Championship, a partir das 23h30 do horário de Brasília.

MATÉRIAS RELACIONADAS

Vinnicius Martins fica com o Bronze na Race Long Distance!

Mundial da ISA entra na reta final com Ouro de Tuca Santacreu

Arthur Santacreu é ouro no SUP Sprint!

Com chances de medalha, Brasil disputa provas de Sprint

Carta aberta à torcida brasileira

EUA Mostram sua força

Brasil garante vaga na final do SUP Race

Hoje é dia de Race Técnico

Luiz Diniz é Ouro e Caio Vaz Bronze!

Brasileiros a um passo da finalíssima

No SUP Wave, brasileiros tem nova atuação de gala

Um balanço do dia 01 do Mundial da ISA

Caio Vaz e Luiz Diniz largam na frente

Nações celebram abertura de Mundial

Vai começar o Mundial da ISA

Brazucas fazem o reconhecimento da área

Brasil preparado para o desafio

Please follow and like us:

About the author

Luciano Meneghello

Luciano Meneghello

Luciano Meneghello é Editor-chefe do Aloha Spirit Club. Pioneiro na produção de conteúdo direcionado a esportes de água como SUP, va'a e paddleboard, foi fundador da Revista Fluir Standup e do site SupClub e tem artigos publicados em diversos veículos do segmento, como revista Go Outside, Alma Surf, site Waves, entre outros.


error: Entre em contato para ter essa noticia em seu site. Obrigado.