Sul-Americano de Va’a | Venus Va’a focada no título

Campeã brasileira de V6 feminino, equipe Vênus Va’a busca título inédito em Cabo Frio no Sul-Americano de Va’a
Venus Va’a da esq. para dir.: Thassia Marques Giselle Gusmão, Mônica Pasco, Gabi Latini, Dani Yahn e Vanessa Soares. Foto: Reprodução

Já classificada para o Mundial de Va’a Longa Distância 2019, na Austrália, em agosto, a equipe Vênus disputa nesta semana o Campeonato Sul-Americano, em Cabo Frio (RJ). Campeã brasileira 2018 com dois primeiros lugares, a Vênus chega à Região dos Lagos com o objetivo de subir no lugar mais alto do pódio.

Conquistamos a segunda colocação no sul-americano do ano passado e este ano vamos em busca do primeiro lugar. A disputa ficará mais interessante, pois teremos um confronto direto com as campeãs de 2017, a equipe Mana, que é de Cabo Frio e estará competindo em casa”, disse Thassia Marques, 33 anos, que rema em Vitória e é capitã da Vênus.

A Vênus é formada por atletas experientes, com vários títulos individuais, como a bicampeã brasileira de V1, Mônica Pasco, e a campeã brasileira de V1R, Gabi Latini. Desde que o time surgiu, há dois anos, experimentou formações diferentes, sempre buscando talentos do va’a que agregassem qualidade ao conjunto.

Hoje, além de Mônica, Gabi e Thassia, que estão no time desde 2016, a Vênus conta com as atletas Giselle Gusmão, Daniela Yahn, Raquel Daoud e Vanessa Soares. Como moram em cidades diferentes – São Vicente, Ilhabela, Niterói, Vitória, São José dos Campos e Brasília – elas redobram os esforços treinando muito individualmente.

Depois do sul-americano, o desafio da equipe será o Campeonato Mundial de Va’a 2019, na Austrália, que seleciona apenas uma equipe de cada país participante. “Temos poucos meses para nos prepararmos para competir com as melhores equipes do mundo”, disse Thassia.

Quem são elas: 

Monica Pasco – bicampeã brasileira V1 (2017/2018). Campeã brasileira V2R 2018 e campeã sul-americana V1 2017. Médica, 41 anos, mora em São Vicente (SP).

Giselle Gusmão – empresária, 37 anos, mora em São Vicente (SP).

Daniela Yahn – campeã da travessia Salvador x Morro de São Paulo (60km). É técnica em Nutrição e estudante de Educação Física. Tem 40 anos e mora em Ilhabela (SP).

Gabi Latini – campeã brasileira de V1R 2018 e campeã brasileira V2R 2018. É designer de jóias e empresária. Tem 32 anos e mora em Niterói (RJ)

Raquel Daoud – terceira colocada no Brasileiro V1 2018. Profissional de Educação Física, 40 anos, mora em São José dos Campos (SP)

Thassia Marques – campeã do desafio Tríplice Coroa 2018 e campeã capixaba V1R. Funcionária pública e profissional de Educação Física, tem 33 anos, mora em Vitória.

Vanessa Soares – campeã brasiliense V1 2018 e vice-campeã brasileira V1 2018. Administradora e estudante de Educação Física, tem 32 anos e mora em Brasília (DF)

MATÉRIAS RELACIONADAS

Brasil faz excelente estréia no Sul-Americano de Va’a

Please follow and like us:

error: Entre em contato para ter essa noticia em seu site. Obrigado.