Marcelo Dias | No mar e na terra com a Base Alpha

Atleta, educador físico e um dos pilares que sustentam a Base Alpha de Ilhabela, Marcelo Dias troca uma ideia com nosso editor e fala um pouco de sua história com o clube.
Marcelo Dias (ao centro) fala durante o batismo de duas canoas polinésias no litroal norte de SP. Foto: Fabio Ramos
Com um longo histórico de serviços prestados em prol dos esportes ‘outdoor’ em Ilhabela (SP) o educador físico Marcelo Dias juntou forças com o remador Paulo dos Reis e com a maratonista Fernanda Castilho criar um centro de treinamento de esportes ao ar livre e que abriga um dos clubes de va’a mais promissores do Brasil: A Base Alpha
O clube que conta com um time de peso na categoria Open, também trabalha forte em outras categorias, como a Master Clubes, que recentemente conquistou o título de campeã brasileira de 2018.
Na entrevista a seguir, Marcelo Dias conta um pouco de sua história com o clube e do período em que o taitiano Nephi Tehiva conviveu com a Base Alpha. Confira:
Galera reunida para mais um dia de treinos . Foto: AP

Fale um pouco sobre a história da Base Alpha. Como surgiu o clube?

A Base Alpha foi idealizada desde o inicio de sua criação para ser um centro de treinamento para atletas e pessoas que queriam ganhar condicionamento físico e viver bem.

Como foi que o taitiano Nephi Tehiva foi parar na Base Alpha?

Ele estava aqui no Brasil fazendo clínicas e trazendo um pouco da cultura e técnica de remada para os remadores brasileiros. Liguei para Marcelo Bosi que conheço de outras travessias e peguei o contato dele e liguei e marquei para ele vir para Base Alpha. Deu certo.

De que maneira essa convivência influenciou a filosofia do clube?

Cara, mudou tudo! Aprimoramos o trabalho que vinha sendo feito na Base Alpha por mim e pelo Paulão dos Reis, nos deu um norte eficiente para seguir. O Nephi Tehiva ficou na Ilhabela quatro meses, treinou com a gente todos os dias, competiu algumas vezes. E todos os dias aqui com ele foram muito intensos.

Você absorve a cultura polinésia quando passa um tempo no Taiti ou convive com algum polinésio. Aqui foi assim com o Nephi.

Por isso foi muito marcante todo tempo em que convivemos com o Nephi na Base Alpha, onde ele escolheu para ficar e compartilhar tanto conhecimento técnico e cultural.

Mergulhamos dentro desse conhecimento e ainda não fez nem um ano desde a clínica. Cada vez mais estamos aprimorando as técnicas, a cultura, o respeito, a humildade.

Paulo dos Reis troca uma ideia com o taitiano Nephi Tehiva (à dir.) que durante quatro meses literalmente vestiu a camisa da Basa Alpha. Foto: Fabio Mota/ Desafio Salvador Morro de SP

Você é um atleta e educador físico com bagagem em outros esportes como o kitesurf e o stand up paddle. Em relação ao SUP, você acredita que esse esporte é benéfico à pratica do va’a e vice-versa?

O SUP sempre vai ser um excelente treino para trabalhar o estímulo da remada e fortalecer ‘core’, mas acredito que a canoa ajuda muito mais no SUP do que o inverso.

Na canoa você está sentado e tem um aperfeiçoamento maior da técnica e feeling com o mar, assim, quando você aplica na prancha, com certeza terá mais sucesso.

Campeões brasileiros Master Clubes: Fabrício Arico, Marcelo Dias, Guiga Rey, Zizo, Rato e Paulão dos Reis. Foto: Marcelo Carvalho

A Base Alpha está se tornando conhecida também por conta do time de Masters, que é bem forte. Como convencer essa galera, que já tem diversas ocupações e atividades cotidianas com que se preocupar, a priorizar os treinos?

A equipe é de amigos e atletas e moradores da Ilhabela, isso ajuda muito para treinarmos, todos remam, velejam, alguns correm, outros treinam jiu-jítsu e todos estão no Programa da Base Alpha de treinamentos.

Juntamos todos na OC6 no mínimo uma vez por semana, ou mais, para aprimorar o conjunto.

Cada um tem o compromisso de treinar fisicamente fora da água, isso foi tomando corpo durante todo o ano e realmente chegamos com alguns resultados bons. Todos ocupados com suas responsabilidades, mas com uma vontade de treinar alucinante.

Instagram @marcelo_ecotreino / @basealphailhabela

 

Spread the love

About the author

Luciano Meneghello

Luciano Meneghello

Luciano Meneghello é Editor-chefe do Aloha Spirit Club. Pioneiro na produção de conteúdo direcionado a esportes de água como SUP, va'a e paddleboard, foi fundador da Revista Fluir Standup e do site SupClub e tem artigos publicados em diversos veículos do segmento, como revista Go Outside, Alma Surf, site Waves, entre outros.


error: Entre em contato para ter essa noticia em seu site. Obrigado.