Surf City Surf Dog | Gilson e Maya focados no Mundial

A poucos dias do início da maior competição para cães surfistas do mundo, o capixaba Gilson de Moraes fala sobre a emoção o de competir na meca do Surf Dog
Treinando forte para a competição com sua inseparável companheira, Maya, Gilson de Moraes está ansioso para o início do Mundial: “As expectativas são as melhores”. Foto: AP
A partir de partir de 29 de setembro Huntington Beach, na Califórnia (EUA), recebe a décima edição do Surf City Surf Dog, a maior competição para cães surfistas do mundo que é dividida e, categorias “Solo”, onde o cão surfa sozinho após ser impulsionado na onda, e em dupla com seu treinador, ou com outro cão.
Esse ano o Brasil será representado por três duplas: Ivan e Bono, Augusto e Parafina e Gilson e Maya.
Estreantes na competição, Gilson e Maya competirão nas quatro categorias do evento. Quem já viu eles em ação sabe que a dupla faz bonito e tem potencial pra trazer medalhas para o Brasil.
Na entrevista a seguir Gilson de Moraes fala, direto da Califórnia, sobre a emoção de competir na “meca” do Surf Dog. Confira.
Amarradões na meca do Surf Dog. Foto: AP

Que tal as ondas na Califórnia?

As ondas da Califórnia são perfeitas.  Diferentes de Marataízes (ES), nossa cidade, onde não rolam ondas tão boas assim. Aqui a gente está conseguindo manobrar muito, fazendo manobras como floater, batidas… Ontem fizemos um surfe em Trestles e foi irado!

A Maya está estranhando a água gelada?

Não sentiu não! Ela também usa um colete que dá pra dar uma aquecida nela. E a água aqui também não está muito gelada. Eu tô surfando com um Long John 2.2 mm e tá tranquilo.

E como estão as sua expectativas pra competição?

São as melhores. Estou muito ansioso pra competir logo e a gente está treinando muito. Se deus quiser vai dar tudo certo e vamos fazer um pódio sim!

Em quais categorias a Maya vai competir?

A Maya vai competir em todas as categorias. São quatro no total: a “Shredder”, onde o cão é lançado sozinho na onda, a “Tandem Dog Surf Human x Dog”, que é o treinador e seu cão juntos em um longboard, “Tandem Dog SUP Human x Dog”, treinador e seu cão juntos em um SUP e a Tandem Dog Surf Dog x Dog”, que ela vai fazer com o Bono, que é tetracampeão mundial.

Como é vivenciar essa cultura do Surf Dog em um dos lugares onde ela é mais popular?

É muito legal viver isso. Aqui na Califórnia todo mundo se amarra em cachorro. Tem uma praia que é própria pra cães, a Dog Beach. Todo mundo se amarra. Ontem eu fui com a Maya surfar lá no pico onde vai ser o campeonato, e os próprios surfistas vêm trocar ideia. Eu não falo muito bem inglês então a conversa fica um pouco difícil, mas todo mundo se aproxima, quer conversar, pergunta o nome dela… E a Maya é encantadora. A praia para ver ela. É impressionante!

Outra coisa legal de dizer é que aqui sempre tem eventos de Surf Dog, essa é outra vantagem aqui da Califa.

Dupla irá competir nas  quatro categorias do Surf City Surf Dog. Foto: AP

Manda um recado pra galera que está torcendo por vocês na competição!

Peço energia positiva da galera dos amigos Brasil, que torçam por nós, pois, temos grandes chances de trazer medalhas pro nosso país.

Gilson e Maya contam com o patrocínio de @farmaciavidaanimal. Apoios: @zee.dog  e  Pranchas AC surfboards.

Instagram @mayasurfdog

MATÉRIAS RELACIONADAS

Conheça os representantes do Brasil no Mundial de Surf Dog

Spread the love

About the author

Luciano Meneghello

Luciano Meneghello

Luciano Meneghello é Editor-chefe do Aloha Spirit Club. Pioneiro na produção de conteúdo direcionado a esportes de água como SUP, va'a e paddleboard, foi fundador da Revista Fluir Standup e do site SupClub e tem artigos publicados em diversos veículos do segmento, como revista Go Outside, Alma Surf, site Waves, entre outros.


error: Entre em contato para ter essa noticia em seu site. Obrigado.