1ª Taça Vikings de SUP e Natação

Sucesso do evento realizado em Itupararanga é mais um capítulo na retomada na organização do SUP paulista
Competidores e staff comemoram o sucesso do evento. Foto: Reprodução

No último dia 19 de agosto a Marina Rasa, às margens da Represa de Itupararanga, em Piedade (SP), foi palco da 1ª Taça Vikings de SUP e Natação, uma competição destinada a toda família que contou com diversas atrações e muito alto astral.

O dia maravilhoso e ensolarado foi pano de fundo para a vista paradisíaca de quem adentrava ao evento. De longe se via no quase infinito gramado a arena montada pelos “Vikings”, como são carinhosamente chamados os remadores do Clube do Remo Itupararanga, capitaneado por Dario Lara, organizador do evento.

As disputas contaram com a participação de mais de 100 atletas, que proporcionaram disputas eletrizantes para um público que, de acordo com as estimativas, chegou a 800 pessoas.

Luiz Guida “Animal” marcou presença e ficou com o título da competição. Foto: Reprodução

Quem marcou presença foi o tetracampeão brasileiro Luiz Guida “Animal”, sangrando-se vencedor da prova de SUP race entre os homens, enquanto Jessikah Moah foi a primeira colocada entre as mulheres (resultados completos podem conferidos na Fan Page Facebook /  Clube do Remo Itupararanga).

O evento contou com a colaboração de mais de 20 apoiadores, dois patrocinadores máster e duas prefeituras envolvidas, que ajudaram o sonho se tornar realidade.

Entre as atrações oferecidas para o público estavam: Praça de alimentação com FoodTrucks, comidas veganas, sucos e área de alimentação com mesas e cadeiras. Palco, sistema de som e dois DJs ditaram a animação junto com o narrador Fernando Bonfá.

Jessikah Moah, campeã entre as mulheres do SUP Race. Foto: Reprodução

Além disso, diversão para crianças, lounge, área de descanso, artesanato, espaço saúde compunham as atrações.

Os atletas tinham muito espaço e comodidade para acomodar suas pranchas e equipamentos. O pós-prova contava com tendas com alimentação água e energéticos. Outra tenda tinha fisioterapia disponível.

Ambulância UTI, polícia civil e corpo de bombeiros com barco e jet ski fizeram toda a segurança.

O “Viking” Dario Lara (à frente) agradece a todos pela participação e colaboração. Foto: Reprodução

Dario Lara, fundador do clube e idealizador do evento, comenta a sensação de ver seu sonho tornar-se realidade:

Eu e o Marcelo Batata começamos o clube com duas pranchas e atualmente temos mais de 100 remadores ativos e, inclusive, um atleta local que foi campeão em sua categoria no Vaa Sup Cup, o João Henrique.

Nosso evento só foi possível por causa dessa união que formou os Vikings.  Já tínhamos feito quatro provas de Natação em águas abertas com o Marcos Salvador. Sou competidor de SUP desde 2012 e já fiz quase todas as provas do Brasil e sempre tive uma cobrança de fazer algo em Itupararanga e alguns meses atrás o Alexandre Miranda, um parceiro do  Clube De Resgate Aquático Para Nadadores de Águas Abertas, me estimulou idealizar a Taça Vikings e tomou a Produção Executiva.

O Ricardo Freitas me apoiou dizendo ajudar na parte técnica e convidou o Lucas Belchior para o evento. Rabiscamos um plano e fomos abraçados pela Leticia Inoê na Direção Geral, Fernando Bera e Regiane na Direção de Arte. Como já tínhamos equipe de resgate aquático para natação, idealizamos as provas de SUP e natação.

Foi um sonho realizado! Trazer os amigos do SUP pra um cenário lindo e aconchegante, em casa e transmitir o espírito Aloha a todos. Planejamos um evento para 300 pessoas e 150 inscritos, chegamos a 130 inscritos e cerca de 800 pessoas passaram pelo evento ao longo do dia”, revelou o Viking de Itupararanga.

RETOMADA DO SUP PAULISTA

Visão aérea da arena da 1ª Taça Vikings de SUP e Natação que recebeu 130 atletas e cerca de 800 pessoas ao longo do dia. Tudo leva a crer que estamos no caminho cetro para a retomada do SUP Paulista. Foto: Reprodução

A Taça Vikings de SUP e Natação é mais uma etapa de um movimento de remadores do estado de São Paulo que começa a ganhar cada vez mais força para a retomada do circuito paulista.

De acordo com Edson Oliveira, atleta amador e colaborador desse movimento, estas competições estão servido de experiência para que em 2019 seja criada uma Liga Paulista de SUP reunindo de cinco a seis bases do estado, apoiando-se mutuamente, com a intenção de viabilizar um circuito estadual.

Após a bem sucedida realização do The Bridge SUP Cup, o sucesso na realização da Taça Vikings sinaliza que o ano de 2019 tem tudo pra ser muito promissor em SP.

* Texto escrito com a colaboração de Fernando Bera e Edson Oliveira.

 

 

Spread the love

About the author

Da Redação

Da Redação

Aloha Spirit Club é a maior fonte de informação sobre water sports da América Latina. Nossa equipe traz até você conteúdos de qualidade e antenados com as novidades e tendências desse universo.


error: Entre em contato para ter essa noticia em seu site. Obrigado.