Balanço do London SUP Open

Melhores momentos do London SUP Open, parada nº1 do APP World Tour realizada no último final de semana em Londres, Inglaterra
Top 3 Overall  Masculino do London SUP Open: Arthur Arutkin (3º), Michael Booth (1º) e Casper Steinfath (3º). Foto: Reprodução APP World Tour.

A capital inglesa, Londres, foi palco neste final de semana da primeira parada do APP World Tour, circuito mundial de SUP Race que reuniu os maiores nomes do mundo da modalidade, incluindo o retorno de Kai Lenny às competições de stand up paddle, para dois dias de provas, divididas em longa distância e sprint cujos resultados somados determinariam o campeão ‘overall’ da etapa.

London SUP Open foi realizado nas instalações do Royal Docks, um centro de exposições náuticas e entretenimento às margens do rio Tâmisa.

Confirmando as expectativas, a competição reuniu ótimo público que pode acompanhar os melhores do mundo em ação e também usufruir das opções oferecidas como feira, aulas de SUP Yoga, competições amadoras além de um telão exibindo os jogos da Copa do Mundo, com destaque apara a partida da Inglaterra que obrigou os organizadores a atrasarem a largada das provas de SUP, atendendo aos pedidos dos ingleses, tão fanáticos por futebol quanto os brasileiros.

Kai Lenny voltou às competições de SUP race com sangue nos olhos, conquistando a vitória nas provas de sprint. Foto: Reprodução APP World Tour.

O primeiro dia foi marcado pelas provas de Sprint Race que foram realizadas em várias rodadas.  Cada bateria continha seis remadores e apresentava um percurso de três boias (200 metros no total) em frente à multidão. Os três primeiros colocados de cada bateria avançavam para a próxima rodada até a grande final.

No masculino profissional o pega foi rápido e furioso. Na grande final, a expectativa era grande em torno de Kai Lenny, quem em 2018 deixou de lado as provas de race para se dedicar ao Big Wave World Tour. Kai, indiscutivelmente um dos melhores atletas de SUP do mundo, não decepcionou e foi subindo de produção a cada bateria, até chegar à última rodada como um dos favoritos.

No entanto havia em Londres nomes de peso que fariam tudo para reverter essa lógica. Mo Freitas, seguia forte e focado; Michael Booth, o “bicho papão” do SUP race este ano, estava lá, pronto para ganhar mais uma prova; Connor Baxter, que dispensa apresentações; Casper Steinfath, Daniel & Bruno Hasulyo, representando a Europa, entre outros monstros do race mundial prontos para atrapalhar os planos de Lenny.

Após soar a buzina, Kai Lenny rapidamente assumiu a liderança, seguido de perto por Casper Steinfath, tentando a todo momento assumir a ponta, mas Lenny soube muito bem segurar a sua posição até a linha de chegada.

Connor Baxter, que não largou muito bem, ainda tentou uma reação nos metros finais com um Sprint poderoso, mas não o suficiente para ultrapassá-los. Final: Kai Lenny em primeiro, Casper em segundo e Baxter em terceiro.

Um olho na Copa e outro no SUP: o público que lotou a arena do evento também pode acompanhar o jogo da seleção inglesa no telão da prova. Foto: Reprodução APP World Tour.

RESULTADO SPRINT PROFISSIONAL MASCULINO

1- Kai Lenny (HAV)

2 – Casper Steinfath (DIN)

3 – Connor Baxter (HAV)

4 – Artur Arutkin (FRA)

5 – Daniel Hasulyo (Starboard)

6 – Michael Booth (HUN)

7 – Bruno Hasulyo (HUN)

* OBS.: tempos não divulgados

As provas femininas de Sprint foram tão excitantes quanto às masculinas, com as poderosas Candice Appleby, Annie Reickert, Manca Notar e Yuka Sato remando forte nas calmas águas do Tâmisa. Candice, mesmo com o dedo do pé quebrado, liderou suas primeiras baterias, forçando suas adversárias a dispararem e acelerarem rapidamente.

Na finalíssima, porém, foi Shae Foudy quem roubou a cena, saindo à frente sem dar chance para suas adversárias até a reta final seguida por excelentes atuações de Manca Notar, em segundo, e Annie Reickert, em terceiro.

Shae Foudy vibra com sua vitória. Foto: Reprodução APP World Tour.

SPRINT PROFISSIONAL FEMININO

1 – Shae Foudy (EUA)

2 – Manca Notar (SLO)

3 – Annie Reickert (HAV)

4 – Candice Appleby (EUA)

5 – Yuka Sato (JAP)

* OBS.: tempos não divulgados

RACE LONG DISTANCE

Pranchas de SUP em meio à paisagem tipicamente londrina. Foto: Reprodução APP World Tour.

Após as fortes emoções vividas ao longo do sábado, com as disputas de Sprint, foi a vez das provas de longa distância entrarem em cena e a expectativa em torno de quem seriam os campeões da primeira etapa do APP World Tour após a somatória dos melhores resultados obtidos no final de semana.

A prova foi realizada dentro de um percurso dinâmico de 11 km com vários giros de boia, totalizando quatro voltas, e a opção de realizar um “Super Lap”, onde os competidores podiam escolher um atalho em uma das quatro voltas para encurtar a distância. Este estilo diferente de rumo abriu espaço para a estratégia tática.

Logo na largada, o ‘aussie’ Michael Booth e a lenda de Maui, Connor Baxter, assumiram a ponta e deram indícios de que a briga pela liderança seria disputada entre esses dois grandes remadores.

Mas, enquanto as voltas iam sendo completadas a dinâmica mudou. Kai Lenny começou a avançar assim como Casper Steinfath, Travis Grant e Daniel Hasulyo, que após as duas primeiras voltas já estavam bem próximos dos primeiros colocados.  Já não havia mais certeza de nada a essa altura.

Briga de cachorro grande na prova de longa distância. Foto: Reprodução APP World Tour.

Na última volta, porém, Booth conseguiu abrir vantagem sobre Connor e os demais para conquistar mais uma vitória no ano de 2018.

Baxter ainda foi atropelado pelo pelotão de elite perdendo várias posições na reta final.

Arthur Arutkin conservou sua energia até o momento certo, e imprimiu um Sprint fabuloso para conquistar a segunda colocação. Em seguida veio Travis Grant, sempre perigoso nesse formato de prova e terminou na terceira colocação seguido por Casper Steinfath em 4º, Daniel Hasulyo, em 5º, seguido por seu irmão Bruno, em 6º lugar.

RACE PROFISSIONAL MASCULINO

1 – Michael Booth (AUS)

2 – Aruthur Arutkin (FRA)

3 – Travis Grant (AUS)

4 – Casper Steinfath (DIN)

5 – Daniel Hasulyo (HUN)

6 – Bruno Hasulyo (HUN)

7 – Mo Freitas (HAV)

8 – Marcus Hansen (NZL)

9 – Connor Baxter (HAV)

10 – Sebastian Brendel (ALE)

* OBS.: tempos não divulgados

RACE FEMININO

Shae Foudy, Yuka Sato e Manca Notar protagonizaram a disputa pela primeira colocação na race de longa distância. Foto: Reprodução APP World Tour.

Já no Race Profissional Feminino a briga foi polarizada entre Shae Foudy, Yuka Sato e Manca Notar desde a largada. As três remadoras criaram um pelotão de elite e abriram larga vantagem sobre as demais competidoras sem dar chances ás adversárias.

A briga pela primeira colocação foi se alternando entre as três, no entanto, Shae estava mesmo inspirada e após vencer a prova de Sprint, no sábado, cruzou novamente a linha de chegada na primeira colocação para conquistar a vitória overall com 100% de aproveitamento em Londres.

Yuka Sato ficou com a segunda  colocação e Manca Notar com quarta colocação.

RACE PROFISSIONAL FEMININO

1 – Shae Foudy  (EUA)

2 – Yuka Sato (JAP)

3 – Manca Notar (SLO)

4 – Annie Reickert (HAV)

5 – Candice Appleby (EUA)

6 – Chloe Walkerdene (AUS)

7 – Marie Buchanon (ING)

8 – Holly Pye (ING)

9 – Lucie Faviola (CZE)

10 – Andrea Richardson (ING)

* OBS.: tempos não divulgados

RESULTADOS OVERALL LONDON SUP OPEN

RACE PROFISSIONAL MASCULINO

1             Michael Booth  Austrália

2             Arthur Arutkin  França

3             Casper Steinfath             Dinamarca

4             Kai Lenny            Havaí

5             Daniel Hasulyo  Hungria

6             Connor Baxter  Havaí

7             Bruno Hasulyo  Hungria

8             Travis Grant       Austrália

9             Mo Freitas          Havaí

10           Marcus Hansen                Nova Zelândia

11           Slater Trout        EUA

12           Tom Auber         França

13           Claudio Nika      Itália

14           Tyler Basher      EUA

15           Leonard Nika     Itália

16           Sebastian Brendall          Alemanha

17           Martino Rogai   Itália

18           Ryan Funk          EUA

19           Marius Auber    Reino Unido

20           Ben Pye               França

21           Christian Anderson        Dinamarca

22           Matt Argentin   França

23           Rafael Carvalho Mas      Brasil

24           Benjamin Fisher              Reino Unido

25           Zoltan Erdelyi    Hungria

RACE PROFISSIONAL FEMININO    

1             Shae Foudy        EUA

2             Manca Notar     Eslovênia

3             Yuka Sato            Japão

4             Annie Reickert  Havaí

5             Candice Appleby             EUA

6             Chloe Walkerdene         Austrália

7             Marie Buchanon              Reino Unido

8             Holly Pye             Reino Unido

9             Lucie Faviola      CZCH

10           Andrea Richardson         Reino Unido

11           Helen Blair          Reino Unido

VÍDEOS

DIA 01

DIA 02

 

Spread the love

About the author

Da Redação

Da Redação

Aloha Spirit Club é a maior fonte de informação sobre water sports da América Latina. Nossa equipe traz até você conteúdos de qualidade e antenados com as novidades e tendências desse universo.


error: Entre em contato para ter essa noticia em seu site. Obrigado.