Baiano de SUP | Nova geração rouba a cena em Ilheus

Com vocês a “Bahia SUP Storm”. Foto: Reprodução/ SUP BA.

A nova geração do SUP baiano segue mostrando sua força e colhendo bons resultados dentro e fora da Bahia. A chamada “Bahia Storm” mais uma vez causou um “bom estrago” nos pódios. Dessa vez, durante o Ilheus SUP Race, válido como etapa do Baiano de SUP, realizada no último sábado na Praia do Cristo, em Ilheus, prova que contou com dos 120 atletas inscritos.

As disputas foram iniciadas ao meio dia, quando a maré começou a subir. A primeira regata do dia foi a do Kids, seguida pelas categorias Junior e Fun Race (3 Km). As largadas do Race Amador e 14 Amador (6 Km) aconteceram 1 minuto após a largada das categorias profissionais (9Km).

A disputa mais eletrizante do dia foi a da Race 12,6″ Pro Masculino, onde os 6 primeiros colocados fecharam a prova com o tempo de 55 minutos, com variação apenas nos segundos, Justamente 6 dos que chamamos de Bahia Storm:

1° Robson Sapucaia (Feijão) | 55:45 – Salvador

2° David Leão |55:50 – Itacaré

3° Kuko Santos | 55:52 – Barra Grande

4° Anderson Pereira | 55:53 – Barra do Serinharém

5° Fabrício Rodrigues | 55:54 – Salvador

6° Jadson Santos | 55:55 – Itacaré

Outros atletas profissionais de destaque no cenário nacional também ficaram entre os TOP 10, como Thiago Dias e João Carlos Araujo, ambos de Itacaré.

Que boa fase para o SUP baiano! Feijão vem de uma 4ª colocação no Brasileiro de Ubatuba. Não pôde correr a prova de Brasília, mas Anderson foi lá e representou, trazendo um 6° lugar em sua estreia fora do estado. David vem de uma temporada no exterior, onde correu 3 provas seguidas no circuito europeu e no retorno emedou Brasília e o baiano. Tanto esforço sem pausa fez com o que o corpo do atleta sentisse, tirando ele da prova de Distance em Brasília e comprometendo também a prova de Ilhéus, que foi concluída “na raça”, como falamos em “Baianês”. O fato é que agora todos estão com sangue no olho e a próxima etapa promete!

Pódio Feminino Profissional. Foto: Reprodução / SUP BA.

No Feminino, Mel Figueredo também confirmou que não está para brincadeira nesta temporada e levou o primeiro lugar, com o tempo de 01:04:55. A atleta vem de uma prova técnica admirável no Brasileiro, em Brasília, garantindo a segunda colocação, chegando atrás apenas de Lena Ribeiro, a atual bi campeã brasileira. A segunda colocação ficou para Vanessa Rocha (01:06:12), seguida por Roberta Braga (01:11:31), em sua estreia na categoria profissional.

Na 14″ Pro, vitória de Bruno Bonfim (56:14), seguido por Emerson “Juba” Santos (56:34) e Rickson Freitas (01:00). Já na Master, José Lázaro levou a melhor (01:00), Paulo Rubem “Shock” ficou em segundo (01:01:32) e André Luis “Pará” (01:02:40).

CATEGORIAS AMADORAS

A novíssima geração do SUP baiano já esta sendo criada. Reprodução SUP BA.

Na Kids, destaque para a participação de Matheus Nunes, o Quelé, de Itacaré. O atleta mirim treina a modalidade K1 (a mesma do Isaquias, nosso medalhista olímpico), então para ele não foi difícil aceitar o convite e se arriscar na raia do SUP. O segundo colocado foi Victor Castro e o terceiro Pedro Veiga, de Itacaré. No Kids Feminino, vitória de Nicole Berenguer, seguida por Maria Julia Chaves e Sue Saback Leal.

William Fonseca, do Projeto Pedra que Ronca (Itapuã), foi o grande nome da categoria Junior (de 12 a 16 anos). Cauê Rocha, de Itacaré foi o segundo e Lucas Nascimento, do Projeto Remo sem Fronteiras, o terceiro.

Falando da Fun Race, a categoria foi “esvaziada” neste circuito e isso se deve à redução de percurso feita pela Associação Baiana, para estimular a entrada de novos competidores no campeonato. Desde a primeira etapa de 2018 o percurso máximo permitido para esta categoria é de 3 Km. No Masculino. vitória de Danilo Anderson, seguido por João Paulo Braga. A prova do Feminino marcou o retorno de Jéssica Rollember às raias e ela foi seguida por Ligia Ramos e Mariela Getar.

A Race 12,6″ Amador Feminino trouxe de volta a “briga” do circuito 2017, quando Aninha Berenguer e Nicole Saback se revezavam no pódio a cada prova (rs!). E nesta prova, deu Aninha, que remou forte, e. Nicole ficou com a segunda colocação, seguida por Elaine Beserra.

Pódio Amador 12′ 6″ Feminino. Foto: Reprodução / SUP BA.

Na Race 12,6″ Deivid Jesus ganhou a prova, seguido de Zeba Vilas Boas, que estava bastante confiante, já que acabou de chegar de um vice campeonato em etapa do Euro Tour, o circuito europeu. Na terceira colocação, Ivan Pedro, que também faturou o primeiro lugar na Gran Master.

A 14″ Amador, inovação da ABASUP para esta temporada, teve vitória de Renata Bandeira, seguida por Iza Morais e Martha Lisiane. No Masculino, deu Celson Medina, William dos Santos e Rodrigo Nova.

Registramos também a presença do Professor Genuto França, único representante a competir na categoria Paddleboard.

O Ilhéus SUP Race foi realizado pela ABASUP e produzido por Alexandre Midlej. Contou como apoio de nosso site, o SUPBA, Dom Palito, Clínica Coti, Bataclan, Coroa Azul, Cacauina, Toucan Sports, SUPBA tem o apoio de First Class, Atlântico Transporte e Turismo, Cultura Inglesa, Alan Bonfim Personal Coach, Body Sports Suplementos, Evoke, CCM, Showhouse, Paddles, Alkymia.

A próxima etapa do campeonato também será no sul da Bahia, em Itacaré, em data a ser confirmada. Acompanhe as novidades sobre a cena baiana de esportes de água curtindo o insta @standuppaddlebahia e o Facebook / Stand Up Paddle Bahia.

Fonte: supba.com.br

Spread the love

error: Entre em contato para ter essa noticia em seu site. Obrigado.