Patrick Winkler | Paddleboard em dose dupla no Aloha Spirit

Patrick Winkler vibra logo após cruzar a linha de chegada do Aloha Spirit Brasília. Foto: Arquivo pessoal.

Patrick Winkler, atleta do paddleboard, venceu no último final de semana (23 e 24) duas provas na etapa de Brasília do Aloha Spirit Festival, o maior evento de esportes de Água da América Latina. Com os resultados no paddleboard e waterman, o atleta se confirma como um dos maiores nomes das competições de prone do Brasil.

“Fui para o Aloha e consegui recuperar meus títulos! Fiquei em primeiro no paddleboard e em primeiro na prova de waterman. Foi um dia um dia longo e duro, com disputas acirradas contra meus nobres adversários Claudio Brito, Rogério Mendes e a família Barone”, disse Winker.

Na sua especialidade, o paddleboard, que é conhecido por ser a tradicional modalidade da remada com as mãos, Patrick venceu a prova de 3 km em disputa acirrada com Claudio Brito, seu adversário de longo data. Na prova de waterman, que é composta por 500 metros de natação, 850 metros de paddleboard e 850 metros de stand up paddle, Patrick venceu com o tempo de 19 minutos e 23 segundos. Artur Barone ficou em segundo (20min34) e em terceiro lugar ficou Rogério Mendes, com 22 minutos.

Patrick comemora os dis títulos alcançados em Brasília. Foto: Arquivo pessoal.

Aos 40 anos, Patrick, que é treinado pela sua namorada, Raquel Daoud, enfrenta provas de stand up paddle e outras modalidades aquáticas com o intuito de se aprimorar nas provas de paddleboard. O principal objetivo do atleta, que completou em 2017 a desafiadora travessia M2O, no Havaí, e ficou entre os 10 melhores do mundo no ISA Games, na Dinamarca, é mais uma vez representar o Brasil no Campeonato Mundial de Paddleboard, que será realizado em novembro, em Búzios (RJ).

A terceira etapa do Aloha será em novembro em Cabro Frio (RJ).

Sobre Patrick Winkler

Patrick Winkler é fundador da Swim Channel, e um dos pioneiros do paddleboard no Brasil. Ele conheceu o esporte em 1999, na praia de Manly, em Sydney na Austrália. Depois disso, trouxe a prancha para o país, que acabou guardada por algum tempo. No ano de 2011 passou a praticar o Stand up paddle, no club Matero na Raia da USP, e posteriormente retomou a remada com o paddleboard, esporte que utiliza apenas as mãos para a remada.

O atleta, que já conquistou inúmeros títulos no paddle, completou a travessia Molokai 2 Oahu no Havaí e alguns dos campeonatos mais concorridos no mundo. O waterman tem como patrocinadores e apoiadores a Ítaca Esportes, Suntech, Mormaii e Tomtom.

Spread the love

error: Entre em contato para ter essa noticia em seu site. Obrigado.