Remadora galesa completa expedição de 1000 km

Após 60 dias de expedição, Sian Sykes torna-se a primeira pessoa a completar uma circunavegação solo remando de SUP pelo entorno do País de Gales

Sian Sykes exibe o equipamento usado ao longo dos 60 dias de expedição. Foto: Reprodução.

No início de maio a remadora galesa Sian Sykes tornou-se a primeira pessoa a completar, remando de stand up paddle, uma circunavegação solo de 1000 km, pelo entorno do País de Gales, uma das quatro nações que compõe o Reino Unido.

A remada de mil quilômetros compreendeu trajetos percorridos por canais fluviais, rios e ao longo da costa, onde Skyes enfrentou o segundo fluxo de água mais rápido do mundo, onde foi obrigada a lidar constantemente com as mudanças bruscas de clima, ventos e ondulações sob forte influência do temido mar do Norte. Todo trajeto foi feito a bordo de um SUP Starboard Touring Board 14′ x 31 “.

O PERCURSO

No mapa do País de Gales, o desenho da circunavegação feita por águas abrigadas e abertas. Foto: reprodução.

A expedição teve início em Connahs Quay, no rio Dee, ao norte do País de Gales, onde ao longo do estuário a remadora seguiu em direção a Chester, na Inglaterra. Depois, seguiu rumo ao sul remando ao longo dos dias através de canais de navegação como Llangollen, Montgomery, até atingir o rio Severn, em Gloucester, e encerrar sua etapa por águas abrigadas no estuário de Severn, em Sharpness, na divisa com a Inglaterra.

De lá, ela remou ao redor do litoral complexo e acidentado do País de Gales, onde viveu os momentos mais difíceis de sua expedição, concluindo sua expedição em Connahs Quay em 4 de maio, após 60 dias, dos quais 37 dias de remo e 23 dias em terra, aguardando por condições seguras.

Sian Sykes imersa em meio a típica paisagem do País de Gales. Foto: Reprodução.

A expedição teve como objetivo alertar a população sobre o descarte indiscriminado de plástico nos oceanos e as consequências nefastas para o meio ambiente. Ao longo de suas paradas, a remadora participou de diversas ações de conscientização junto a comunidades locais e em diversas ocasiões foi entrevistada por veículos de comunicação regionais atraídos por sua proeza.

Ela agora já tem planejada uma nova expedição para 2019 e agora trabalha para viabilizar seu projeto que, segundo a remadora, será novamente feito solo e sem apoio.

Para saber mais sobre a expedição acesse: psychedpaddleboarding.com/sup-around-wales

Spread the love

About the author

Da Redação

Da Redação

Aloha Spirit Club é a maior fonte de informação sobre water sports da América Latina. Nossa equipe traz até você conteúdos de qualidade e antenados com as novidades e tendências desse universo.


error: Entre em contato para ter essa noticia em seu site. Obrigado.