Cinco incríveis recordes alcançados pelo homem no oceano

Os oceanos são a fonte de muitos recordes naturais extraordinários e apresentam desafios que levaram a resistência humana para além dos limites imagináveis. Conheça cinco dos mais impressionantes feitos alcançados pelo homem no mar.

A MAIOR ONDA JÁ SURFADA

O brasileiro Rodrigo Koxa bota pra baixo a onda avaliada em em 80 pés (24.38 metros) pelo Guinness World Records. Foto: Pedro Cruz.

Ondas são criadas por marés e vento soprando sobre a superfície da água. A maior delas já observada foi de 29 metros de altura (95 pés) e avistada por um navio em 2002, no Atlântico Norte.

Já o recorde de maior onda já surfada que pertencia ao havaiano Garrett McNamara, por ter surfado em Nazaré, Portugal, uma onda avaliada em 23,77m (78 pés), foi oficialmente quebrado em abril deste ano pelo brasileiro Rodrigo Kocha.

A onda, surfada em no dia 8 de novembro de 2017, na mesma Nazaré, foi legitimada pelo Guinness World Records com altura e avaliada em 24,38 metros (80 pés).

A TRAVESSIA A NADO MAIS AO SUL DO MUNDO

De sunga, óculos e touca, Lewis Pugh nadou a uma temperatura de água de -1ºC. Foto: Kelvin Trautman.

Para o britânico Lewis Pugh entrar numa fria tem uma conotação diferente do que essa expressão significa para a maioria das pessoas.

Lewis estabeleceu o recorde mundial para a travessia a nado ao sul do planeta terra. Ele nadou uma distância de 350m pelas águas da Baia das Baleias no Mar de Ross, na Antártida.

De sunga, touca e óculos, o britânico encarou uma água cuja temperatura era de -1ºC e temperatura do ar de -37ºC.

O MERGULHO MAIS PROFUNDO SEM TANQUES DE OXIGÊNIO

Herbert Nitsch, “The deepes man on earth”. Foto: Reprodução.

Há uma série de registros diferentes de mergulho humano sem tanques de oxigênio, onde o mergulhador pode contar apenas com seu fôlego, o chamado mergulho livre.

O mais profundo mergulho livre já registrado foi conquistado pelo austríaco Herbert Nitsch, que estabeleceu o recorde mundial de categoria “sem limites” ao descer 214 m (702 pés), o que lhe rendeu o apelido de “deepest man on earth”.

O MERGULHO MAIS PROFUNDO SEM NADADEIRAS

Willian Trubridge desceu a uma profundidade de 124 m (407 pés) nas Bahamas. Foto: Bateaux.com.

O neozelandês William Trubridge detém a impressionante marca de 15 recordes mundial de imersão livre sem uso de equipamentos. Contando com o próprio peso do corpo e sem o auxílio de nadadeiras, Trubridge desceu a uma profundidade de 124 m (407 pés) nas Bahamas.

MAIOR TRAVESSIA JÁ FEITA POR UM REMADOR DE SUP

Chris Bertish e seu SUP transoceânico. Foto: Reprodução.

Em março de 2017 o sul-africano Chris Bertish realizava um dos feitos mais extraordinários já realizados por um homem. Partindo da cidade de Agadir, no Marrocos, em 6 de dezembro de 2016, a bordo de seu stand up paddle transoceânico equipado com uma pequena cabine, Bertish remou em pé por 96 dias até chegar ao Porto de Antigua, no Caribe, em 09 de março de 2017.

No total, foram percorridas 4050 milhas náuticas e o título de primeiro homem a atravessar o oceano atlântico remando de SUP.

Spread the love

About the author

Da Redação

Da Redação

Aloha Spirit Club é a maior fonte de informação sobre water sports da América Latina. Nossa equipe traz até você conteúdos de qualidade e antenados com as novidades e tendências desse universo.


error: Entre em contato para ter essa noticia em seu site. Obrigado.