Sobre a transmissão ao vivo do Aloha Spirit Festival

Direto do túnel do tempo: Em 2013, nessa mesma Ilhabela, durante o Aloha Spirit Festival, eu e o Fernando Bonfá (à dir.) apresentamos a primeira transmissão ao vivo de uma prova de SUP race brasileiro da história. Foto: Ale Socci.

Recordar é viver. E quando a gente olha para trás e vê que o caminho vem sendo muito bem percorrido a sensação é muito boa. Em 2013 eu e o Fernando Bonfá fizemos a primeira transmissão ao vivo de uma prova nacional de SUP race da história. Foi nessa mesma Ilhabela e nesse mesmo Aloha, que esse ano sediava uma etapa do Brasileiro organizado pela CBSUP.

Transmissão feita com poucos recursos de câmera e feita simultaneamente com a locução do evento, mas com muita criatividade e bom humor. Foi um sucesso. No entanto, nem me passava pela cabeça que em cinco anos teríamos um salto de qualidade dessa magnitude em termos de imagens, com drones e câmeras em lancha, acompanhando de perto toda a ação.

De lá pra cá segui atuando com comentarista em provas da CBSUP e do Aloha e fui acompanhando toda essa evolução. Estou, portanto, nessa história desde o início e, sendo assim, me sinto muito à vontade para dizer que a transmissão do Aloha Spirit Festival, realizada neste último final de semana, marcou uma nova era na divulgação de esportes como SUP, canoa polinésia, surfski e paddleboard.

Acordei hoje ainda cansado da correria que foi o final de semana, mas com um sentimento de orgulho muito grande por fazer parte disso.

Este ano, por conta do trabalho com o Aloha Spirit Club, acompanhei mais de perto os bastidores do Aloha Ilhabela e creio que muita gente não imagina a responsa que o João Castro chamou pra si para garantir uma transmissão desse nível (sem contar todas as outras coisas que envolveram a realização desse festival). O Aloha Spirit Tv é uma realidade e você está de parabéns João.

No salto para 2018, ao lado do Tiago Brant, entrevistando Luiz Guida “Animal” enquanto highlights em imagens de drone eram exibidos simultaneamente. Essa transmissão foi histórica. Foto: Carla Falleiros.

Mas que nada disso seria possível sem o empenho do pessoal da Time Cine Produtora e da galera que comandou os microfones: Flavia Thome, Alessandro Matero, Patrick Winkler, Americo Pinheiro, este que vos escreve, e do maestro Tiago Brant, regendo com muita competência o time de comentaristas durante a transmissão.

Abro um parênteses para parabenizar também todo o staff do Aloha Spirit Festival Ilhabela que garantiu o ambiente e a estrutura necessária para gente entregar aos internautas a transmissão que entregamos.

E, claro, um agradecimento especial a todos os internautas que acompanharam e participaram da transmissão! Foi sensacional a interação com vocês!

Meu muito obrigado a todos! Nos vemos em Brasília!

Aloha

Ah! E se você não conseguiu acompanhar as transmissões, veja abaixo na íntegra como foi o dia 01 e dia 02:

DIA 01

DIA 02

Spread the love

About the author

Luciano Meneghello

Luciano Meneghello

Luciano Meneghello é Editor-chefe do Aloha Spirit Club. Pioneiro na produção de conteúdo direcionado a esportes de água como SUP, va'a e paddleboard, foi fundador da Revista Fluir Standup e do site SupClub e tem artigos publicados em diversos veículos do segmento, como revista Go Outside, Alma Surf, site Waves, entre outros.


error: Entre em contato para ter essa noticia em seu site. Obrigado.