O papel dos water sports na infância

A prática de water sports, como o va’a, entre crianças, trás, além dos benefícios inerentes às atividades físicas, o despertar de uma consciência ecológica. Foto: Reprodução.

A prática do esporte na vida de uma criança pode ser um fator fundamental de desenvolvimento e de crescimento, e, no caso de water sports como o stand up paddle e a canoa polinésia, por exemplo, entram também fatores agregadores como o despertar de uma consciência ecológica, uma vez que essas atividades são praticadas ao ar livre, onde a interação com o meio ambiente é direta.

No entanto, os pais devem ficar atentos para que essa experiência contribua de forma positiva para o físico e para a mente de seus filhos.

Especialistas recomendam a prática de uma maneira equilibrada, respeitando as capacidades e as habilidades motoras de cada criança. Nessa fase da vida, o esporte não deve ser imposto nem visto como obrigação ou como imposição do desejo dos pais de transformar seus filhos em atletas. A criança tem que gostar e se divertir enquanto realiza uma atividade esportiva. A diversão é o mais importante, assim, o esporte deve ser introduzido na vida da criança de uma forma gradual, para que se dê por satisfeitas suas necessidades lúdicas.

QUANDO COMEÇAR?

As competições são importantes para a socialização, mas devem ser encaradas como uma grande brincadeira, sem a cobrança por resultados. A diversão é fundamental nessa fase. Foto: Carla Falleiros.

Entre os quatro e os seis anos de idade, a criança deve começar a ter contato com o esporte de maneira prazerosa, divertida, como se fosse uma brincadeira. Ela deve aprender a atividade física sem nenhum compromisso maior. Nessa idade, a criança deve experimentar várias modalidades esportivas, sem obrigação de aprender suas técnicas específicas. Com aproximadamente oito anos, é bom deixar que ela se oriente e direcione para determinado esporte, de acordo com suas habilidades, desejos e preferências. Deve ser uma decisão natural da criança.

O esporte ajuda a criança:

1- A fazer amigos e a ingressar na sociedade;

2- A aprender e a seguir regras;

3- A superar a timidez ou a vergonha;

4- A frear os seus impulsos e ansiedade;

5- A ser mais colaboradora e menos individualista ou egoísta;

6- A reconhecer e respeitar que existe alguém que sabe mais que ela;

7- A melhorar a sua coordenação motora;

9- A crescer física e emocionalmente;

10- A corrigir possíveis defeitos físicos;

11- A potenciar bons hábitos;

12- A dominar os seus movimentos;

13- A estimular a sua saúde e higiene;

14- A ter responsabilidades e compromissos;

15- A respeitar e entender a importância de se preservar o meio ambiente (especialmente no caso dos waters ports).

Fonte de pesquisa: guiainfantil.com

Aloha Spirit Club é a mais nova plataforma de water sports criada em parceria por João Castro (CEO da Ecooutdoor Sports Business) e Luciano Meneghello (fundador da revista Fluir Stand Up e site SupClub).

 

Spread the love

error: Entre em contato para ter essa noticia em seu site. Obrigado.