Como se alimentar antes dos treinos e das provas?

Para ter um bom desempenho não adianta só treinar as braçadas, remadas e focar na melhor estratégia para alcançar os primeiros lugares. A boa alimentação faz toda diferença na hora de tirar uma vantagem sobre os adversários.

Antes de começar o treino é importante que o esportista opte por alimentos mais leves, pois não é aconselhável que antes da atividade física se ingerir alimentos em excesso:
“Isso porque, nosso fluxo sanguíneo vai precisar irrigar principalmente nossos músculos na hora do exercício físico, se nesse momento nosso aparelho digestório tiver que digerir alguma coisa, esse processo ficará prejudicado e poderá causar algum desconforto” afirma a nutricionista Mariana de Capitani.

Cada um pode ter uma resistência diferente quando come antes de esforços físicos, isso varia sobre o tipo de alimento ingerido e até mesmo o tempo que antecede as atividades. Vale a pena lembrar a importância do autoconhecimento durante os treinos. Alimentos muito gordurosos são mais indigestos, e devem ser evitados por acelerarem o fluxo intestinal.

Embora seja uma questão individual, sabemos que uma refeição normalmente leva 2h para ser digerido. Mas uma refeição mais simples, como um sanduíche, demora de 30 a 60min: ” se o início da prova for 2h ou mais após a última refeição, faça um lanche em até 30 min antes ou prepare-se para comer um alimento rico em carboidrato nos minutos que antecedem a largada” acrescenta Mariana.

Para quem pratica esportes aquáticos, a seleção dos alimentos deve ser um pouco cuidadosa, pois facilita o desconforto abdominal e o refluxo devido posição. O mais indicado é que os atletas dessas modalidades o mais indicado é ingerir alimentos de fácil digestão 60 min antes da prova. É bom ressaltar que se deve evitar excesso de líquido antes da largada, pois isso também pode gerar incomodo durante as atividades.

A suplementação pode melhorar até 3% em seu desempenho esportivo, os outros 97% é capaz são através dos treinos e da alimentação adequada: “é mais importante se preocupar em ter uma alimentação completa e bem variada, que te fornaça todos os nutrientes necessários para manter-se saudável, do que ficar se preocupando com o tipo de suplemento que vai compensar a má alimentação” afirma Mariana.
Em provas que duram mais, é primordial fazer um planejamento do cardápio e suplementação, priorizando alimentos que facilitam a digestão e que forneçam energia suficiente para retirar a fadiga. A cafeína, como suplemento ergogênico, também pode ser uma aliada em provas longas para ajudar o praticante com muita disposição.

por Maria Paula Paz

  Mariana de Capitani, nutricionista e remadora de Canoa Havaiana.

Spread the love

error: Entre em contato para ter essa noticia em seu site. Obrigado.