Hardcore e Go Outside fecham parceria com o Aloha Spirit

O trabalho que o evento Aloha Spirit vem realizando ao longo dos seus 9 anos de vida, certamente atingiu um nível que começa a trazer novos e grandes desafios. É bastante claro que em 2016  as coisas tomaram um novo rumo a partir da entrada da primeira grande marca, um grande player do mercado, a Booking.com, que com os seus investimentos no Aloha Spirit, pôde “abrir a estrada” para que o evento trilhasse o caminho que sempre planejou.

O Aloha Spirit foi sempre realizado com muito carinho, capricho e mágicas, para fazer tudo isso acontecer. Hoje o tipo de público, a satisfação, a ecleticidade e a integração entre as pessoas em cada uma das edições, é algo ímpar ou muito pouco visto e que chama muito a atenção.

O que hoje as empresas e veículos de mídia mais querem? Histórias para contar? Conteúdo? Competidores da elite nacional? Amadores e que trazem com enorme riqueza, as mais diferentes histórias, sorrisos e costumes para aqueles 3 dias de evento? Sim, tudo isso e muito mais.

O Aloha tem cinema, tem SUP, tem Slackline e tem o Va’a ou Canoa Havaiana. O Aloha tem festa, tem atletas da Natação em águas abertas e ídolos desta modalidade. O Aloha distribui mais de 500 premiações por etapa! Tem crianças, futuros atletas e representantes do nosso Brasil. O Aloha tem público, que com a sua cadeira de praia vive a clara sensação de fazer parte de tudo aquilo, e fazem! Cada grito, cada aplauso, cada foto e cada abraço.

O Aloha tem rodinhas e braços fortes, rodinhas para quando grandes seres humanos se locomovem em terra e braços fortes quando remam ou nadam nas provas e nos deixam de boca aberta. Sim, estamos falando dos PCD!

Quantos lá, naquela arena, vindos dos mais diferentes cantos do enorme Brasil, normalmente mais de 12 estados brasileiros, também não pedalam, não fazem triathlon, correm ou escalam montanhas e vivem a natureza na mais pura verdade!? Por isso, bem vinda Revista Go Outside.

Quantos daqueles não surfam ou desejam um dia surfar? Quantos não admiram nossos surfistas fazendo bonito pelo mundo, quantos destes grandes nomes não passaram ou ainda passam pelo Aloha? Ricardo Toledo, Andréa Lopes, Neno Matos, Alemão de Maresias, Carlos Burle, verdadeiros legends entre nós, “meros mortais”. Seja bem vinda Revista Hardcore e seu público. Esperamos levar a todos vocês o que acontece neste evento e o quanto ele é grande e simples, cheio de histórias incríveis, mas é claro, cheio de muita rivalidade e competição a cada buzina que toca.

Obrigado editora Rocky Mountain e todos os amigos que fazem estas revistas.

Aloha!

Spread the love

error: Entre em contato para ter essa noticia em seu site. Obrigado.